Home - Convergência Digital

Anatel: compartilhamento é obrigatório para as operadoras no 5G

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo - 28/11/2018

Ao participar da 6ª edição do Global 5G Event, realizada pela Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil) e que acontece de quarta-feira, 28, a sexta-feira, 30/11, no Rio de Janeiro, o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Leonardo Morais, advertiu que o sucesso da estratégia digital do governo está interligado à construção de uma efetiva infraestrutura de telecomunicações. "Não há digital sem conectividade. É a conectividade o pilar das novas ações da era digital", pontuou.

Às prestadoras, o presidente da Anatel afirmou que o 5G exige muito mais compartilhamento do que o existente hoje. "A receita só vai vir se as operadoras compartilharem suas infraestruturas e espectro. O compartilhamento não é mais um desejo, mas uma imposição do mercado", observou. Para Morais, o 5G vai mudar a forma de viver do cidadão e a maneira de fazer negócios. "A segurança cibernética ganha cada vez mais atenção e terá papel relevante com a nova tecnologia", salientou Morais.

Morais informou que mais testes serão realizadas com a tecnologia 5G no primeiro trimestre de 2019 - especialmente para dirimir toda e qualquer dúvida com relação à interferência com as antenas parabólicas para o uso da faixa 3,5 GHz para o 5G, na qual há 100 MHz de espectro disponíveis. "Já há testes de campos finalizados, mas faremos mais para garantir a oferta do serviço aos cidadãos", observou. A Anatel prevê a realização do leilão dessa primeira faixa para o 5G ainda em 2019, ou no máximo no começo de 2020.

Com relação ao novo governo, o presidente da Anatel disse que está colaborando com o repasse de informações solicitadas pela equipe de transição. Afirmou ainda acreditar que a gestão de Jair Bolsonaro dará às telecomunicações um papel relevante para o desenvolvimento econômico do Brasil. "Reitero que verticais relevantes, como o agronegócio, requerem comunicação, conectividade para crescerem. Tenho convicção que telecom estará na agenda [do futuro governo]", completou.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital,  o presidente da Anatel fala sobre o momento do 5G no Brasil. Assistam.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

20/03/2019
Anatel amplia bloqueio de celulares irregulares para 15 Estados

18/03/2019
Anatel e UIT lançam curso online de direitos do consumidor de telecom

15/03/2019
Anatel tem novo superintendente de outorga e recursos à prestação

12/03/2019
Anatel abre 90 dias para teles inscreverem suas inovações ao consumidor

11/03/2019
4G da Oi leva Internet e comunicação à estação brasileira da Antártica

11/03/2019
Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

11/03/2019
Anatel vai premiar operadora com melhor iniciativa pró-consumidor

11/03/2019
Oi e Vivo tiram as piores notas em pesquisa de satisfação da Anatel

11/03/2019
Banda larga fixa é o serviço que mais incomoda o consumidor de telecom

07/03/2019
5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

Destaques
Destaques

Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

Presidente da fabricante para a América do Sul, Eduardo Ricotta, diz que uma operadora com 50 Mhz a 80 Mhz terá espectro para oferecer bons serviços, especialmente, o da banda larga fixa móvel. "Há cidades no Brasil, com menos de 100 mil habitantes, com conexões de 2 Mbits. O 5G vai chegar oferecendo bem mais", observa.

5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

O ecossistema 5G está em ebulição e demandará muita mão de obra, afirma o diretor da Huawei, Carlos Roseiro. Segundo ele, vão surgir aplicações, muitas ainda inimagináveis, nos próximos seis anos. "O 5G começa hoje. A frequência virá para dar mais capacidade", observa o especialista.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site