TELECOM

MCTIC: política pública será diferencial para avançar com o 5G

Ana Paula Lobo e Pedro Costa ... 28/11/2018 ... Convergência Digital

Ao representar o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, na  6ª edição do Global 5G Event, realizada pela Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil), nesta quarta-feira, 28/11, o secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do órgão, Maximiliano Martinhão, advertiu que o Brasil precisa trabalhar para construir um ecossistema sustentável para o 5G.

"Não basta dar espectro. É preciso que se tenha regras claras e um modelo de negócios capaz de atrair investimentos. Vários países estão apostando também no 5G. O Brasil precisa ser capaz de construir o seu modelo atraente", reiterou Martinhão. Segundo ele, o País avançou ao criar uma estratégia digital e  ter elaborado um Plano Nacional de Internet das Coisas. "5G será crucial para a IoT funcionar como esperamos", observou.

Maximiliano Martinhão enumerou os principais desafios do País: o econômico, voltado à atração de investimentos; o desenvolvimento de tecnologias para atender ao Brasil que não está nos grandes centros; e o regulatório, pensando,por exemplo, em licenciamento e certificação de produtos, que desaguam na formulação de uma política pública consistente para a era digital e, por consequência, para o 5G. "Não podemos perder essa oportunidade. Ações estão sendo feitas, mas precisamos de mais", afirmou o secretário do MCTIC.


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Anatel simplifica e zera custo para homologar produtos de Telecom

"A isenção da taxa é imediata e vale para todos os produtos homologados pela Anatel – inclusive radioamadores, drones e produtos importados para uso do próprio usuário”, disse o presidente da Agência Reguladora, Leonardo Morais.

Teles fazem campanha por conta digital sem papel

Segundo Sinditelebrasil, 76 milhões de clientes ainda recebem faturas impressas todos os meses – em média, 152 milhões de folhas. 

Consumidores reclamam de proposta da Anatel que reduz conselho de usuários

Idec e Coalizão Direitos na Rede apontam que novo regulamento do Cdust prevê apenas um conselho nacional por operadora, no lugar dos 30 regionais atuais. E que agência suspendeu eleição com 300 mil votos. 

Projeto que torna roaming obrigatório passa na CCT da Câmara

Medida, que na prática já é prevista em leilões de espectro, vale somente para Vivo, Claro, Tim e Oi. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G