Home - Convergência Digital

Huawei e Inatel abrem inscrições para Fábrica de Talentos 2019

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 18/02/2019

A real transformação digital do Brasil não acontece apenas com equipamentos, mas principalmente nas mentes de quem pode estar preparado para executar as tarefas que as tecnologias atuais exigem. E para concretizar o seu papel de protagonista para qualificar a mão de obra no setor de telecomunicações, a Huawei do Brasil, líder global em soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), realiza programas especiais de treinamento com instituições educacionais renomadas em todo o país.

É o caso do Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), com quem a Huawei tem o programa Fábrica de Talentos. Em uma parceria de 16 anos, só em 2018 foram mais de mil alunos beneficiados com o compartilhamento de conhecimento e de tecnologias. A partir das mais diversas iniciativas, surge então a necessidade de se desenvolver o programa Fábrica de Talentos, que visa formar mão de obra qualificada para o mercado de TIC. Em vigência deste 2017, este programa foi pensado exclusivamente para o Inatel, e é coordenado pelo Competence & Innovation Development Center (CIDC), centro inaugurado pelo Inatel e Huawei.

Em 2018, as cinco edições do projeto ao longo do ano receberam 129 inscritos, 76 dos quais aprovados para a fase de estágio remunerado. Após a conclusão do programa e já graduados, 56 estudantes (74% dos aprovados) conseguiram colocação profissional na própria Huawei, em seus parceiros ou no CIDC. Com cerca de cem pessoas, entre engenheiros e estagiários, os especialistas atuam principalmente no desenvolvimento de competências e de soluções de redes de comunicação móvel para operadoras de todo o Brasil.

"Os resultados do Projeto Fábrica de Talentos, ao longo dos anos, fazem parte da missão da Huawei de ser parceira da transformação digital local e de estar no Brasil para o Brasil. E não apenas com equipamentos, mas também qualificando mão de obra e contribuindo para que estudantes e profissionais da área de telecomunicações tenham mais oportunidades no mercado de trabalho", concluiu Breno Santos, Diretor de Serviços da Huawei Brasil.

Fábrica de Talentos 2019

Em 2019, a Fábrica de Talentos abre inscrições neste primeiro semestre, com 60 vagas de estágio remunerado. Os interessados devem acessar o site do Inatel (www.inatel.br) no período entre 18 a 24 de fevereiro e seguir as instruções para a inscrição.

Além da alta taxa de efetivação profissional, a Fábrica de Talentos amplia os horizontes de seus participantes. "Tive uma grande aprendizagem e as teorias dos cursos oferecidos têm foco profissional, o que ajudou a aplicá-las no mercado de trabalho", declara Ludmila Alves Pereira, aluna do oitavo período de Engenharia de Telecomunicações, que passou pelo Programa em 2018 e já tem colocado em prática o conhecimento adquirido em sala de aula.

Para Ludmila, o projeto ainda proporcionou a oportunidade de estagiar no CIDC com o time de Rádio Frequência. "E, com esse estágio, aumento meu networking, pois possuo contato com engenheiros já formados e ex-alunos que trabalharam fora ou em outras unidades da Huawei", acrescentou a estudante.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

23/05/2019
5G é o pilar da transformação digital no Brasil

15/05/2019
Intel: O Brasil precisa decidir o que quer ser na transformação digital

15/05/2019
Volkswagen vai formar profissionais voltados à indústria 4.0 no Brasil

11/04/2019
Procuram-se gerentes de transformação digital no Brasil

21/03/2019
Empresas brasileiras tiram nota vermelha na adequação à transformação digital

01/03/2019
Se a transformação digital falhar, a culpa é 100% da TI

18/02/2019
Mais de 30% das empresas brasileiras admitem não proteger dados de clientes e funcionários

18/02/2019
Quatro entre 10 empresas são 'preguiçosas digitais'

18/02/2019
Huawei e Inatel abrem inscrições para Fábrica de Talentos 2019

05/02/2019
Transformação digital: reter e atrair talentos redefine o Recursos Humanos

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O futuro do trabalho colocado à prova

Por Luiz Camargo*

Novas profissões exigem também novas habilidades para acompanhar a revolução digital. Os novos empregos certamente irão demandar habilidades analíticas, matemáticas e digitais, com um toque de neurociência.

Destaques
Destaques

TI precisa de 420 mil novos profissionais até 2024

Formação de mão de obra, que já sofre para atender a demanda, vai ficar longe dos 70 mil novos empregos por ano. IoT, Big Data e segurança são áreas de maior demanda.

Salários em TICs são três vezes maiores que a média nacional

Em software e serviços, onde estão 75% das vagas das empresas de tecnologia da informação, remuneração média em 2018 foi de R$ 5 mil, contra R$ 1,8 mil do salário médio nacional.

TICs podem formar 1 milhão a cada quatro anos com recursos já existentes

Segundo o presidente da Contic, Edgar Serrano, atualização do marco legal de telecom e a criação do Sistema S das TICs são medidas de transformação digital sem impacto fiscal.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site