Home - Convergência Digital

Korea Telecom: 5G reconstrói os negócios com o mercado B2B

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 01/03/2019

O mercado corporativo não tem mantido uma relação estável com as operadoras de telecomunicações e o 5G chega para dar uma guinada e reconstruir essa relação de uma maneira sem igual. Assim o Chairman e CEO da Korea Telecom, Chang Gyy Hwang, definiu durante palestra no Mobile World Congress, que aconteceu em Barcelona, de 25 a 28 de fevereiro, em Barcelona.

"Em 2015, viemos aqui e prometíamos o 5G. Agora ele é real. Na Coréia do Sul, o 5G está salvando vidas com a aplicação integrada com a área de saúde", salientou Hwang. O CEO da Korea Telecom admite que ainda é preciso cuidar de questões relevantes como um standard global para assegurar a confiabilidade na nova tecnologia. "Confiança é absolutamente necessário", reforçou.

O B2B é a menina dos olhos com o 5G, na Korea Telecom admitiu ainda o executivo. Ele contou que a Hyundai está usando o 5G para monitorar toda a área de sua fábrica para assegurar segurança à proteção. Outra aplicação real é a transformar os dispositivos Internet das Coisas completamente invisíveis para os hackers. "O 5G tem o poder de oferecer uma segurança 'perfeita' para os objetos conectados", relatou.

Na área de energia, o 5G tem permitido, segundo Chang Gyy Hwang, obter até 60% de redução de custos em função do monitoramento em tempo real. "Sustento que os modelos de negócios estão mudando radicalmente com o 5G. Não é mais pensar apenas em ultra velocidade, ultra conectividade. É também ter a ultrabaixa latência. Nós, as operadoras, temos de estar prontas para recuperar o B2B, com novos produtos e novas formas de atuação", completou o Chairman da Korea Telecom.

Do ponto de vista de tecnologia, a Korea Telecom anunciou um acordo para iniciar testes em Seul, capital da Coreia do Sul, com tecnologia de virtualização de funções de rede (NFV) e fatiamento de rede 5G (network slices) com a Nokia.

*Ana Paula Lobo viajou a Barcelona a convite da Huawei Brasil

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

11/03/2019
Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

07/03/2019
5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

07/03/2019
Celulares dobráveis dão respiro esperado à indústria de smartphones

07/03/2019
Preço alto e falta de celulares levam Coreia a adiar lançamento do 5G

01/03/2019
Korea Telecom: 5G reconstrói os negócios com o mercado B2B

01/03/2019
Mais que frequência, 5G exige muita fibra e muita nuvem

27/02/2019
Huawei leva IA para data center e reduz custo de energia em 15%

27/02/2019
5G em faixa milimétrica trará pelo menos R$ 37 bilhões ao Brasil até 2024

27/02/2019
Com cobrança do Fistel, Anatel diz que IoT não acontece no Brasil

27/02/2019
Anatel agenda leilão do 5G para março de 2020

Destaques
Destaques

Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

Presidente da fabricante para a América do Sul, Eduardo Ricotta, diz que uma operadora com 50 Mhz a 80 Mhz terá espectro para oferecer bons serviços, especialmente, o da banda larga fixa móvel. "Há cidades no Brasil, com menos de 100 mil habitantes, com conexões de 2 Mbits. O 5G vai chegar oferecendo bem mais", observa.

5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

O ecossistema 5G está em ebulição e demandará muita mão de obra, afirma o diretor da Huawei, Carlos Roseiro. Segundo ele, vão surgir aplicações, muitas ainda inimagináveis, nos próximos seis anos. "O 5G começa hoje. A frequência virá para dar mais capacidade", observa o especialista.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site