Home - Convergência Digital

Velocidade de download 4G oscila em todas as teles no Brasil

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 19/03/2019

A velocidade de download no 4G tem tido aumento constante no Brasil, mas há grandes oscilações na velocidade de download entre as teles nacionais - de 7,7 Mbps da Oi até 18,8 Mbps da Claro, e também entre as próprias cidades cobertas pelo serviços da operadora, observa o mais recente  Relatório sobre a Experiência Móvel no Brasil, publicado em janeiro, a Opensignal.

O levantamento também destaca a velocidade muito oscilante para a mesma operadora em diferentes cidades: como exemplo, os assinantes da Claro desfrutaram de uma experiência de velocidade de download de 33,6 Mbps em Belo Horizonte, mas apenas de 12,4 Mbps em São Luís.

Em 2018, os usuários brasileiros, em média, desfrutaram de 18,6 Mbps na velocidade de download 4G, mas isso variou entre 16,4 Mbps nos momentos mais lentos - quando o congestionamento na rede é maior devido ao grande número de usuários que consomem muitos dados - e 28,6 Mbps nos tempos mais rápidos - quando poucas pessoas estão usando os serviços de rede. Também foram verificadas diferenças na velocidade que os usuários de dispositivos móveis experimentaram em cada hora do dia, ao comparar as principais cidades brasileiras.

Velocidade de download 4G nas cidades brasileiras

Os consumidores das maiores cidades costumam ver suas velocidades de download 4G cair mais de 12 Mbps em um período de 24 horas, à medida que a demanda por dados móveis aumenta e as redes ficam mais congestionadas. Essas quedas são desafiadoras, pois as empresas que oferecem vídeo, música, aplicativos ou serviços comerciais em redes móveis devem garantir a continuidade do funcionamento, mesmo quando a experiência de download da rede móvel estiver mais lenta. É por isso que entender a experiência na hora mais lenta do dia fornece uma percepção importante e complementa as velocidades médias medidas.

No ano passado, a Opensignal registrou a maior flutuação em Brasília, onde a velocidade de download 4G variou de 19,3 Mbps a 34,7 Mbps. São Paulo também experimentou grandes oscilações em velocidades com mais de 15 Mbps de diferença entre as horas mais lentas e as mais rápidas. Por outro lado, usuários de smartphones em Fortaleza e Manaus tiveram as menores flutuações, embora tenham experimentado, em média, velocidades significativamente mais lentas do que os usuários das outras cidades. As velocidades médias de download 4G em Manaus e Fortaleza foram respectivamente de 13,3 Mbps e 14,3 Mbps, mais de 4 Mbps abaixo da média nacional e 10 Mbps mais lentas do que os consumidores experimentaram em Porto Alegre, cidade onde foi registrada a maior velocidade média.

Horário mais lento do 4G nas maiores cidades do Brasil

A maioria das grandes cidades do Brasil apresentou velocidades de download 4G mais lentas entre as 18h e às 19h, quando muitas pessoas terminam de trabalhar e se deslocam para casa. No entanto, em Brasília e Goiânia, as redes ficaram mais movimentadas mais tarde, entre às 20h e 21h. Porto Alegre voltou a apresentar resultados excepcionais: quando a rede era mais movimentada - entre as 18h e 19h - os usuários de smartphones ainda puderam experimentar 21,4 Mbps em velocidade de download de 4G, número melhor do que os consumidores de todas as outras cidades desfrutavam, em média, durante um período de 24 horas.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

17/05/2019
4G:Claro supera rivais em experiência de navegação. TIM tem menor latência

30/04/2019
País ativa 2 milhões de chips 4G por mês

23/04/2019
Decreto com metas de 4G não pode ser cumprido em um terço das cidades

23/04/2019
TIM e Claro lideram perda de assinantes. Pós-pago chega a 44,67% do mercado

16/04/2019
Claro tem menor latência no 4G. TIM a maior cobertura

08/04/2019
Pós-pago supera 100 milhões de acessos com impulso do 4G

03/04/2019
TIM ativa chamada VoLTE em todo o Rio de Janeiro

26/03/2019
4G em 700 MHz já está liberado em 5.090 municípios

26/03/2019
Cobertura 4G alcança um novo município por dia

25/03/2019
PGMU: Anatel atualiza lista e troca 259 localidades que já tinham 4G

Destaques
Destaques

Com 5G, Internet das coisas entra no radar dos bancos no Brasil

Muitas instituições financeiras estão com a área de inovação trabalhando para entender como usar a Internet das Coisas em seus serviços, diz o diretor de Tecnologia da Federação Brasileira de Bancos, Febraban, Gustavo Fosse.

País ativa 2 milhões de chips 4G por mês

Primeiro trimestre do ano terminou com 136 milhões de acessos LTE ativos, ou praticamente 60% dos celulares em serviço.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site