TELECOM

Pós-pago supera 100 milhões de acessos com impulso do 4G

Ana Paula Lobo* ... 08/04/2019 ... Convergência Digital

A Anatel, agora, define as MVNOs, operadoras virtuais, como prestadoras de pequeno porte (PPPs). Na divulgação dos números relativos à telefonia móvel de fevereiro, nesta segunda-feira, 08/04, a agência reguladora afirma que essas empresas registraram aumento de 993,14 mil linhas no serviço de telefonia móvel (+19,38%) entre fevereiro de 2019 e o mesmo mês do ano passado.  Entre as PPPs, os números divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) destacam o aumento do Grupo Datora, mais 193,43 mil linhas (+88,41%).

Segundo ainda a Anatel, a Porto Seguro, comprada pela TIM Brasil, registrou mais 154,81 mil (+25,14%), e Nextel, comprada pela Claro, mais 519,34 mil (+18,07%), também apresentaram crescimento no Serviço Móvel Pessoal nos últimos 12 meses. As PPPs, na orientação da Anatel, são empresas que detêm menos de 5% de cada mercado de varejo de telecomunicações em que atuam, entre os mercados analisados pela Anatel estão o de telefonia móvel, banda larga fixa, telefonia fixa e TV por Assinatura.

As quatro maiores prestadoras do Serviço Móvel Pessoal perderam 7,68 milhões de assinantes nos últimos 12 meses (-3,33%). A TIM teve queda de 2,66 milhões de linhas (-4,59%), seguida da Claro, menos 2,31 milhões (-3,93%), da Oi, menos 1,23 milhão (-3,17%), e da Vivo, menos 1,47 milhão (-1,96%). Com isso, a telefonia móvel reduziu a base total de linhas em operação em 6,68 milhões (-2,84%) no período.

Em fevereiro, a Vivo manteve a maior fatia do mercado de Serviço Móvel Pessoal, 73,43 milhões de linhas em operação (32,07%), seguida da Claro, 56,42 milhões (24,64%), da Tim, 55,34 milhões (24,17%), e da Oi, 37,67 milhões (16,45%). Entre as PPPs, como a Anatel agora define também as MVNOs, a Nextel registra um total de 3,39 milhões de linhas (1,48%) seguida da Porto Seguro, 770,62 mil (0,34%), e da Datora, 412,22 mil linhas (0,18%).

Em fevereiro, o 4G, LTE, avançou e chegou a 133,577 milhões de acessos ativos. Já a base total brasileira registrou 228,971 milhões de acessos, uma redução de 0,08% comparado a janeiro. Com o 4G, a base pós-paga continuou a avançar em fevereiro, adicionando 882,9 mil acessos (aumento de 0,88%) e chegando a 101,335 milhões de conexões no mês, ou 44,26% do total. Já o pré-pago desconectou mais de um milhão de SIMcards (queda de 0,82%), totalizando 127,635 milhões de linhas.

*Com dados da Anatel


Internet Móvel 3G 4G
Agro 4.0 passa por recursos vindos da aprovação do PLC 79/16

Ministro Marcos Pontes diz que os aportes devem ficar entre R$ 20 e R$ 40 bilhões e boa parte dele virá da atualização do marco regulatório de Telecom, à espera de aprovação no Congresso Nacional. O governo lançou a Câmara do Agro 4.0 como parte do Plano Nacional de Internet das Coisas.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Silêncio positivo para antenas passa na MP da Liberdade Econômica, mas não como o mercado esperava

Serão os órgãos públicos- os responsáveis pela burocracia excessiva e que restringem a liberação da implantação - os responsáveis por determinar um prazo máximo de resposta. MP da Liberdade Econômica também mexeu em pontos da Lei trabalhista.

Unifique compra provedor Internet em Santa Catarina

Aquisição faz parte da estratégia da Telecom catarinense de ampliar sua área de expansão e conquistar 1 milhão de residências até 2025. Unifique, hoje, atende a 116 municípios do Estado de Santa Catarina.

Anatel tem quatro vagas para comitê de defesa dos usuários

São três vagas para representantes de usuários ou entidades de defesa do consumidor, além de uma para representante de entidades de classe de prestadoras de serviços de telecomunicações.

Huawei confirma investimento de R$ 3,2 bilhões até 2022 em São Paulo

Em comunicado, a fabricante chinesa diz que o aporte de US$ 800 milhões (R$ 3,2 bilhões) acontecerá a partir de 2020 e engloba diversas iniciativas desde o suporte para a capacitação profissional de jovens em TICs até a manufatura de celulares 5G.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G