GESTÃO

Governo unifica portais e apps. Novos 'gov.br' só com autorização oficial

Luís Osvaldo Grossmann ... 12/04/2019 ... Convergência Digital

Como parte do pacote de 100 dias de governo, um decreto presidencial determinou a unificação dos canais na internet, proibindo a criação de novos sites gov.br sem autorização da Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia. Segundo a Casa Civil, a medida vai reduzir custos com esse canais de R$ 140 milhões para R$ 30 milhões por ano.

A norma institui “o portal único ‘gov.br’, no âmbito dos órgãos e das entidades da administração pública federal direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo federal, por meio do qual informações institucionais, notícias e serviços públicos prestados pelo Governo federal serão disponibilizados de maneira centralizada”.

Segundo o secretário de governo digital, Luiz Felipe Monteiro, a dispersão atual prejudica o atendimento. “O que o cidadão quer é serviço. Já sabemos que 70% das buscas que chegam aos sites governamentais têm como palavras chave a busca de serviço, a tentativa de resolver um problema. Mas a presença digital é confusa”.

Como explica, “são mais de 1,3 mil sites ‘gov.br’, mais de 100 aplicativos de governo e já mais de uma dezena de chatbots. Vamos fazer a consolidação de canais tendo como foco a estratégia de um governo único para um cidadão único”, completa Monteiro.

Entre as determinações do Decreto 9756/19, fFica vedado, a partir de 1º de julho de 2019, o registro de novos domínios ‘gov.br’ na internet e de aplicativos móveis em lojas de aplicativos pelos órgãos e pelas entidades da administração pública federal sem autorização prévia e análise de conformidade, a ser disciplinada em ato do Secretário de Governo Digital”.

Segundo dados da SGD, em mais de uma centena de aplicativos a média de downloads é de 60 mil. “É pouco para a dimensão do Brasil”, avalia Monteiro. No caso dos apps, a estratégia será preservar aqueles aplicativos que as pessoas mantenham em seus celulares. O prazo para ajuste dos aplicativos é dezembro de 2020.


Carreira
Teletrabalho: medo de perder emprego cria obrigação de ficar 100% online

Pesquisa do LinkedIn aponta que 68% dos brasileiros têm trabalhado de uma a quatro horas a mais por dia por conta de estarem em home office. Maior parte reclama de ansiedade e estresse. Maioria também reclama da ausência dos colegas de trabalho, mas 43% se sentem mais produtivos com o trabalho remoto.

Assespro: Lei de apoio financeiro às PMEs é bem-vinda, mas ainda há a exigência de garantias

Governo Bolsonaro sancionou a Lei 13/999/2020 para crédito às PMEs por conta da pandemia de Covid-19. Até o momento, conforme pesquisa do SEBRAE, as pequenas e médias empresas tiveram mais de 80% dos seus pedidos de crédito rejeitados.

Justiça Federal acata pleito e investe em software feito em código aberto

Sistema  eproc, desenvolvido pela Justiça Federal da 4ª Região, já distribuiu mais de 10 milhões de processos e teve a sua continuidade assegurada pelo Conselho da Justiça Federal.

Governo vai usar Alexa, da Amazon, para informar sobre serviços digitais

Acordo permite, até aqui, que a assistente virtual responda a algumas perguntas, como os procedimentos para emitir documentos digitais, pedir seguro desemprego ou se informar sobre prevenções à Covid-19.

Projeto quer isentar empresas do Simples de pagar impostos em 2020

O senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL) apresentou ao Senado um projeto (PLP 121/2020) que cria o Financiamento Simplificado Especial Temporário (FSET).




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G