GESTÃO

STJ se adequa à LGPD e admite que houve ajustes de TI

Luis Osvaldo Grossmann e Pedro Costa ... 21/04/2019 ... Convergência Digital

A adaptação à Lei Geral de Proteção de Dados já começou no Superior Tribunal de Justiça, conforme revela o coordenador de infraestrutura do Tribunal, Valmir Ferreira Gomes. Tanto no relacionamento externo como interno, as medidas trazidas pela legislação exigem nova conscientização.Gomes participou da mesa redonda sobre segurança da informação e o impacto nos negócios, realizada pelo Convergência Digital, em parceria com a Unisys e a Dell EMC.

“O STJ já está adotando a LGPD nos nossos processos licitatórios, por exemplo. Assim que a gente publica um edital, uma intenção de registro de preços, a primeira coisa que a gente recebe são pedidos das empresas de acesso direto ao SEI, a todos os documentos”, diz o coordenador de infraestrutura. “Começamos a nos policiar melhor sobre isso”.

 Internamente, também estão sendo necessários ajustes. “Como o nosso storage estava com problema de espaço, o Tribunal autorizou que colocássemos na nuvem os dados pessoais dos funcionários. Foi uma confusão entre o que é pessoal, o que é do STJ, etc. Isso exigiu conscientização de todas as unidades. A gente percebeu que a segurança do dado é muito importante em nível pessoal também”.


Governo busca interesse dos órgãos federais em postos para carros elétricos

Acordo entre o governo federal e o governo do Distrito Federal já prevê a instalação de seis ‘eletropostos’, mas demanda pode aumentar esse número.

Governo chega à marca de 1 mil serviços públicos digitalizados

Desempenho mantém em curso a meta de digitalização total de 3,8 mil serviços até 2022. 

Intelit: LGPD não é um único software que vai resolver tudo

A governança do processo de dados é crucial para uma boa implementação da legislação, sustenta o CEO da Intelit, Lincoln dos Santos Pinto. Segundo ele, o atraso da grande parte das empresas decorre da falta de dinheiro e da incerteza sobre a vigência da lei.

Intelit: Compras públicas têm de abrir espaço à inovação e às startups

O CEO da prestadora de serviços de TI, Lincoln dos Santos Pinto, observa que um processo de compra pública leva em torno de seis meses, o que atrasa a inovação. Sobre a venda do Serpro e Dataprev, lembra da LGPD e defende o Estado como tutor dos dados pessoais do cidadão.




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G