Home - Convergência Digital

Suprema Corte dos EUA processa Apple por monopólio na App Store

Convergência Digital - 13/05/2019

A Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu nesta segunda, 13/5, que é cabível o julgamento de uma ação antitruste contra a Apple por entender que a empresa detém monopólio sobre a App Store – por 5 a 4, os juízes rejeitaram o argumento da Apple de que os clientes do sistema iOS na loja virtual não são necessariamente seus próprios clientes.

Ou seja, a decisão desta segunda significa que o tribunal dos EUA entende que os clientes da App Store têm direito de processar a empresa alegando que a posição dominante a permitiu aumentar preços. “A fronteira indicada pela Apple não faz muito sentido a não ser como forma de tentar evitar essa e outras ações semelhantes”, apontou o juiz Brett Kavanaugh.

O processo é em nome de um conjunto de compradores de aplicativos, que alegam pagar preços maiores porque a Apple exige que todo software seja vendido ou comprado por meio da App Store. O argumento é de que os aplicativos seriam mais baratos se os desenvolvedores pudessem negociar diretamente e evitar a Apple como intermediário.

A Apple via de regra fica com 30% de todo aplicativo que negocia e com 25% das assinaturas vendidas em sua loja de aplicativos depois do primeiro ano de assinatura. O processo também questiona a regra da empresa de que todos os preços nessa sua loja virtual terminem em “99”, como US$ 1,99, US$ 2,99, etc.

A decisão não é de mérito ainda. Simplesmente indica que o processo é admissível na Suprema Corte. A própria decisão indica que se trata de um estágio inicial da discussão, e portanto não significa que o tribunal afirmou que a Apple detém um monopólio ilegal. Mas as consequências abrem caminho para esse e outros processos semelhantes.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

05/08/2020
Infobip e GSMA para oferecer proteção à identidade digital

05/08/2020
Itaú abriu cerca de 1 milhão de contas pelo app no 1º semestre

03/08/2020
"TikTok é vítima inocente da loucura da política e da geopolítica"

31/07/2020
Trump 'ordena' a venda do TikTok. Microsoft aparece como interessada

31/07/2020
Coronavírus SUS vai rastrear contatos de infectados com covid-19

28/07/2020
Covid-19 triplicou uso de serviços públicos digitais

22/07/2020
Samsung inicia fabricação de smartwatches em Manaus

20/07/2020
Serpro vai contratar empresa para análise de 45 aplicativos móveis

16/07/2020
Giro Pronampe quadruplicou demanda de TI do Itaú Unibanco Empresas

16/07/2020
Lei municipal que proíbe aplicativo de transporte é inconstitucional

Destaques
Destaques

Venda de smartphones piratas dispara 135% no 1ºtri no Brasil

Tombo no primeiro trimestre foi de 8,7% - e chegou a 22,4% entre os aparelhos mais simples. Alta do dólar e a falta de componentes impactaram a venda dos dispositivos no país.

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site