TELECOM

Anatel rejeita TAC da Claro para troca de R$ 345 milhões em multas

Luís Osvaldo Grossmann ... 24/05/2019 ... Convergência Digital

A Anatel rejeitou a proposta de Termo de Ajustamento de Conduta do grupo Claro/Net/Embratel, que tinha como valor de referencia R$ 345,04 milhões em multas aplicadas por descumprimentos em qualidade de serviços, compromissos de universalização e direitos e garantias dos usuários.

Segundo explicou o relator do processo no conselho diretor, Aníbal Diniz, “ao contrário de outras empresas que estão negociando TACs com a agência, como a Algar e a Tim, a Claro não demonstrou interesse na negociação ou de participar de reuniões sobre o assunto”.

O processo de negociação de troca de multas por compromissos de investimentos foi iniciado ainda em 2014, quando a Claro apresentou pedido para celebrar o acordo e indicou como proposta a implantação de redes 4G em 76 cidades com menos de 30 mil habitantes, além de infraestrutura de fibra ótica em dois municípios.

Desde então, apesar de reiterados ofícios da Anatel pedindo esclarecimentos – por exemplo, não foi indicada qual seria a efetiva quantidade de fibra a ser instalada nem cronograma para cobertura 4G nos referidos municípios – a Claro indicou não concordar com projetos alternativos sugeridos pela agência.

Além disso, a Anatel indicou que “a proposta da Claro não apresentou VPL negativo suficiente para atender ao valor mínimo dos compromissos adicionais previsto na regulamentação” e que “a maioria dos municípios apresentados já possui SMP 4G não sendo elegíveis para o compromisso adicional”.

A conclusão foi que “a ausência de manifestação da Compromissária, associada ao comportamento por ela adotado durante a negociação demonstra, no juízo desta Comissão [de Negociação], que as tratativas não alcançarão resultado produtivo, sendo desnecessário mantê-las em andamento”.


Internet Móvel 3G 4G
Agro 4.0 passa por recursos vindos da aprovação do PLC 79/16

Ministro Marcos Pontes diz que os aportes devem ficar entre R$ 20 e R$ 40 bilhões e boa parte dele virá da atualização do marco regulatório de Telecom, à espera de aprovação no Congresso Nacional. O governo lançou a Câmara do Agro 4.0 como parte do Plano Nacional de Internet das Coisas.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Silêncio positivo para antenas passa na MP da Liberdade Econômica, mas não como o mercado esperava

Serão os órgãos públicos- os responsáveis pela burocracia excessiva e que restringem a liberação da implantação - os responsáveis por determinar um prazo máximo de resposta. MP da Liberdade Econômica também mexeu em pontos da Lei trabalhista.

Unifique compra provedor Internet em Santa Catarina

Aquisição faz parte da estratégia da Telecom catarinense de ampliar sua área de expansão e conquistar 1 milhão de residências até 2025. Unifique, hoje, atende a 116 municípios do Estado de Santa Catarina.

Anatel tem quatro vagas para comitê de defesa dos usuários

São três vagas para representantes de usuários ou entidades de defesa do consumidor, além de uma para representante de entidades de classe de prestadoras de serviços de telecomunicações.

Huawei confirma investimento de R$ 3,2 bilhões até 2022 em São Paulo

Em comunicado, a fabricante chinesa diz que o aporte de US$ 800 milhões (R$ 3,2 bilhões) acontecerá a partir de 2020 e engloba diversas iniciativas desde o suporte para a capacitação profissional de jovens em TICs até a manufatura de celulares 5G.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G