TELECOM

SindiTelebrasil: Relação institucional de Telecom segue curso normal

Luis Osvaldo Grossmann ... 27/05/2019 ... Convergência Digital

Depois de nove anos como a face pública do setor de telecomunicações, Eduardo Levy anunciou à equipe do SindiTelebrasil que acertou sua saída do cargo. Segundo o presidente do sindicato nacional das teles, Luiz Alexandre Garcia, trata-se de uma transição natural e negociada de forma a manter a perenidade da atuação da entidade.

“Após nove anos, é uma transição totalmente normal dentro da gestão executiva. E ao menos num primeiro momento na prática nada muda, Levy vai continuar à frente até que encontremos um nome para substituí-lo. Nossa relação institucional com parlamentares, com o governo e com a Anatel segue o curso normal”, afirmou o executivo, que é presidente do conselho de administração da Algar Telecom e está, desde 2015, agora em segundo mandato, no comando da Telebrasil, da Febratel e do próprio SindiTelebrasil.

Eduardo Levy comunicou na sexta-feira, 24/05, por meio de mensagem, a sua saída da presidência-executiva do SindiTelebrasil. No texto, ele avisou aos colegas que permaneceria exercendo as atividades até a escolha da nova liderança. Aproveitou também para agradecer a confiança ao longo de todos esses anos.  A noite, a notícia da saída foi veiculada pelo portal Teletime.

Na entrevista ao Convergência Digital, Garcia garantiu que a sucessão não deve provocar alterações estruturais de imediato.  Informou inda que o orçamento da entidade para este ano foi aprovado e será mantido. Assim como seguem os planos para continuar com o Painel Telebrasil, em 2020.

 “O setor de telecomunicações tem uma agenda extensa e o Painel Telebrasil se transformou no principal encontro do setor. A ideia não é só continuar como fortalecer esse espaço de discussão com Executivo, Legislativo, regulador e a indústria”, afirmou.

Sem indicar eventuais alterações estruturais no sindicato, que costuma funcionar com o uma voz política unificada , o executivo diz que a ideia é aumentar a sinergia entre as principais entidades – Telebrasil, Febratel (Federação Brasileira de Telecomunicações) e ConTIC(Confederação Nacional da Tecnologia da Informação e Comunicação) – naquilo que o setor se acostumou a chamar de ‘monobloco’. “Qualquer ajuste de estrutura é para ter aumento de eficiência”, insistiu Luiz Alexandre Garcia.



Internet Móvel 3G 4G
2021 será o ano do salto do 5G

E em apenas dois anos, eles vão representar mais da metade - 51% - das vendas de smartpohones, aponta o Gartner.  No Brasil, ao Estadão, o conselheiro Vicente Aquino, sem dar detalhes, diz que o Governo vai arrecadar R$ 20 bilhões com a venda das licenças, previstas para março de 2020.

Veja edição 12 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 12
Especial 20 Anos de Internet no Brasil


Há 20 anos os provedores de Internet escrevem suas histórias no País. A trajetória não foi nada fácil. Houve decisões políticas e econômicas significativas. Infraestrutura, modelo de negócios e fidelização de clientes foram relevantes no passado e continuam sendo no presente. Ao longo de duas décadas, os ISPs tiveram de se reinventar diversas vezes para não deixar de existir.

Clique aqui para ver outras edições

Começa a valer cadastro que bloqueia telemarketing das teles

A partir deste 16/7, será possível inscrever números no cadastro ‘Não Me Perturbe’. Promessa da Anatel é que em 30 dias os inscritos não receberão mais chamadas promocionais das operadoras de telecom.

Imposto zero para IoT está na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara

Deputado Federal, Paulo Ganime (Novo/RJ), diz que o projeto de Lei 7656/2017, corrige uma distorção - a cobrança de FISTEL para os dispositivos IoT.

Governo autoriza aumento de capital da Telebras de R$ 1,17 bilhão

Montante é reflexo dos aportes autorizados em 2015, 2016, 2017 e 2018, quando a estatal estava ainda em acerto financeiro do satélite geoestacionário de defesa e comunicações. 

Comissão aprova prazo de seis meses para instalação de bloqueador de celular em presídios

Relator do projeto retirou o dispositivo que condicionava as novas outorgas de telecomunicação à instalação, ao custeio e à manutenção dos bloqueadores pelas prestadoras.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G