GESTÃO

Governo cria chatbots para reduzir R$ 3 milhões por ano em gastos com call center

Luís Osvaldo Grossmann ... 30/05/2019 ... Convergência Digital

Depois de lançar, em março deste ano, a LIA, uma assistente virtual para conversa e interação online sobre compras públicas (Comprasnet), a secretaria de gestão do Ministério da Economia apresenta agora ISIS, um chatbot voltado a tirar as principais dúvidas a respeito do sistema federal de convênios e contratos de repasse (Siconv, agora Plataforma + Brasil).

Ambas se valem de inteligência artificial para responder, por meio de aplicativo de mensagens, as questões mais comuns sobre seus respectivos ambientes. A ISIS, que começou a rodar há uma semana como assistente da plataforma + Brasil, já consegue responder a perguntas sobre senhas, contas, regras e leis, cadastros e ordens bancárias. Mas como se trata de um sistema de aprendizado de máquina, o próprio uso vai aprimorando a ferramenta.

“Essas ferramentas vêm facilitar o atendimento aos usuários de duas plataformas, na Siasg/Comprasnet, onde são efetuadas licitações e contratações do governo federal temos uma média de 12 mil atendimentos por mês; e no sistema de transferências da União, agora plataforma + Brasil, onde são 6 mil atendimentos por mês de servidores, em estados e municípios, que recebem essas doações e precisam tirar dúvidas tanto sobre a parte da legislação quanto de operação dos próprios sistemas”, explica o secretário de gestão Cristiano Heckert.

Ele destaca que além da conveniência de poder responder a questionamentos a qualquer dia e qualquer hora, as ferramentas terão impacto direto na economia com atendimento – além de aprenderem mais à medida que são apresentados mais questionamentos e se tornando capazes de solucionar mais problemas sem a necessidade de uma intervenção humana.

“Temos uma central de atendimento que atende esses usuários, mas com a introdução da inteligência artificial via chatbots, a gente traz mais conveniência, porque a ferramenta está disponível 7 dias por semana, 24 horas por dia, e também reduzimos nosso custo, que é pago por atendimento feito. Estimamos uma redução de pelo menos R$ 1,5 milhão em cada um dessas plataformas por ano à medida que os atendimentos migrando para o assistente virtual”, completa Heckert.


Carreira
Funcionários da ONU estão proibidos de usar o WhatsApp

Medida veio a público depois de especialistas da organização acusarem a Arábia Saudita de usar o OTT para invadir o celular do presidente-executivo da Amazon e controlador do jornal Washington Post, Jeff Bezos. Para a ONU, o WhatsApp, do Facebook,  'não é um aplicativo seguro".

Simples Nacional: prazo para regularização termina no dia 31 de janeiro

Prazo é válido para novas empresas ou para quem foi excluído no ano passado e deseja voltar a fazer parte desse modelo de tributação.

Empresas de software reagem a novo imposto no Rio de Janeiro

Tributo, oriundo do Fundo Orçamentário Temporário (FOT), passaria a valer a partir de 01 de janeiro, mas liminar, concedida à FIRJAN, adiou a cobrança para março. "Legislação é inconstitucional e vamos reagir", diz o presidente do TI Rio, Benito Paret.

Empresas que trabalham com Tecnologia aumentam o uso de software pirata no Brasil

Dados foram coletados pela BSA, entidade que controla o uso de software ilegal, em empresas dos segmentos de design, arquitetura e engenharia em todo o Brasil.

Contrato bilionário de serviços na nuvem do TJSP com Microsoft volta à mesa com decisão do STF

Supremo suspendeu uma resolução do CNJ que obriga aos tribunais a adotarem plataforma desenvolvida pelo próprio Judiciário para tramitação eletrônica de processos.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G