INOVAÇÃO

Bradesco: Next não vai 'matar' o banco tradicional

Por Roberta Prescott ... 11/06/2019 ... Convergência Digital

O banco digital do Bradesco, o Next, não vai substituir a operação tradicional. "Existe espaço para os dois modelos de negócio e temos a preocupação, na área de inteligência, de embarcar [no tradicional] as novidades tecnológicas que testamos no mundo digital", explicou Octavio de Lazari Junior, diretor-presidente do Banco Bradesco, durante palestra no CIAB Febraban, congresso de tecnologia da informação para instituições financeiras que ocorre de 11 a 13 de junho, em São Paulo.

Lazari Junior acrescentou que as agências físicas vão, sim, mudar de perfil e enfatizou que o Next foca em um público mais jovem, das novas gerações. "O Next vem para o público dos millennials, que querem jornada nova, que têm preocupação não com o produto, mas com a experiência que vão ter, por exemplo, chamando Uber pelo Next ou encomendando comida", disse, completando que o Next está ativando quase nove mil novas contas por dia, somando atualmente 1,5 milhão de clientes. "Aproveitar os ensinamentos do Next para o banco incumbente foi a maior sabedoria."

O diretor-presidente do Bradesco explicou como uma arquitetura de TI adaptável foi essencial para levar a cabo o projeto do Next para permitir a integração com diversos parceiros que se conectam com o banco por meio de interface de programação de aplicativos (APIs, na sigla em inglês para application programming interface). O Bradesco também faz uso da metodologia ágil. "Houve uma evolução no jeito de pensar e fazer: de produtos para o cliente para experiência para o cliente, para que o banco seja realizador de sonhos", resumiu.

Ele destacou que open banking é inevitável, mas deve resguardar as questões de segurança. "Open banking é sempre desejável pelo quanto você pode fazer, mas tem sempre de preservar e se preocupar com as características de segurança, porque sabemos quantos ataques sofremos por dia. Então, tem de tomar os devidos cuidados de segurança, com critério e validação nas nossas plataformas", pontuou.

Acerca da presença do Bradesco fora do Brasil, Lazari Junior afirmou que a aquisição do BAC Florida Bank, nos Estados Unidos — a operação foi anunciada em maio por US$ 500 milhões —, servirá de base para a expansão no segmento de private bank nos EUA.

"O BAC nos chamou muito a atenção, porque, além de ser plataforma de private bank estruturada, tem estrutura de atendimento de broker, de mortgage, e tem banco digital muito arrumadinho que faz captação de investimentos em 49 Estados dos EUA. Podemos crescer muito com ele a partir de uma plataforma única em Miami. Mas fazer banco de varejo nos EUA nem pensar", disse. O BAC Florida vem oferecendo, a partir da Flórida, por 45 anos, diversos serviços financeiros nos EUA, com destaque para pessoas físicas de alta renda não-residentes.


Cloud Computing
Embraer cria sistema de big data e analytics com AWS e Claranet

Companhia criou o IKON, sistema para captação, armazenamento e análise de alto volume de dados para manutenção preditiva de aeronaves da família E-Jets. Com o novo produto, a coleta automática de dados passou de 12 dias para um processo imediato, garantindo que os dados estejam prontos para serem analisados ​​5 minutos após sua geração na aeronave.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Arquitetura distribuída: uma tendência que vai chegar ao Brasil

Na China, conta Daniel Leung, chefe de Fintechs e Arquitetura na Forms Syntron, ao trocar a arquietura tradicional pela distribuída, um banco ficou apto a suportar até 100 milhões de contas correntes.

Adarsh Kumar, Capgemini: open banking é transformador, mas dados pertencem aos clientes

O open banking vai mudar o modelo de serviços bancários, afirma o CTO e líder de cibersegurança para a América Latina da Capgemini.

Bradesco: Next não vai 'matar' o banco tradicional

O diretor-presidente do Bradesco, Octavio de Lazari Junior, garante que os dois modelos de negócio irão conviver, mas admite que as agências físicas vão mudar de perfil. Também revela que o Next mira um público mais jovem.

Brasileiro quer dar adeus às senhas com o uso maior da biometria

Sonho de consumo, revelado em estudo da IDEMIA, é de usar biometria para pagamentos online e para acessar ambientes dentro da própria casa. Brasil desponta em primeiro lugar no uso da biometria pela impressão digital, mas despenca posiçoes no uso do reconhecimento facial.

Com novo aporte de US$ 150 milhões, Loggi é o mais novo unicórnio brasileiro

Startup voltada para entregas expressas atingiu valor de US$ 1 bilhão com nova rodada de investimentos. Empresa afirma que vai montar uma equipe com mais de 1000 desenvolvedores para ser referência mundial em Inovação.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G