SEGURANÇA

Brasil é o nº2 no mundo em ataques ransomware

Convergência Digital ... 24/06/2019 ... Convergência Digital

O Brasil está em segundo lugar no ranking de países mais afetados por ransomware, com 10,64% das ameaças globais. Há pouca diferença entre o percentual do Brasil e do primeiro colocado, os Estados Unidos, que representam 11,06%, revela o relatório  "Fast Facts", da Trend Micro, que analisou o panorama mundial das ameaças cibernéticas neste primeiro trimestre,  Índia, Vietnã e Turquia também compõe o Top 5 de países com maior número de ameaças.

O número de ransomware é calculado por meio da combinação de todas as ameaças de e-mail, urls e arquivos relacionados a esse tipo de ameaça. De acordo com a Trend Micro, o total global de ransomwares é de 1,8 bilhões, considerando o período de janeiro de 2016 a março de 2019.

"Tantos os ransomware, quanto os demais tipos de golpes digitais, têm suas táticas atualizadas frequentemente pelos atacantes cibernéticos, que criam ameaças cada vez mais poderosas e sutis visando o lucro rápido. As melhores formas de prevenção são manter os sistemas de cibersegurança atualizados, fazer o backup dos dados e utilizar soluções de proteção digital em camadas", afirma Franzvitor Fiorim, diretor técnico da Trend Micro no Brasil.

Ameaças de e-mail

Outro dado que se destaca no estudo da Trend Micro é a posição do Brasil no ranking de ameaças por e-mail – foram quase 700 milhões bloqueadas pela companhia -, colocando o país em terceiro lugar, atrás da China e dos Estados Unidos. "Uma das formas mais comuns desse tipo de ataque é a utilização da engenharia social, principalmente no caso de Comprometimento de E-mail Empresarial (BEC, na sigla em inglês). Nesse tipo de golpe, a vítima é enganada por um e-mail falso e tem dificuldade de perceber a ameaça, já que se concentra em atender ao pedido urgente do 'executivo' da empresa em que atua. Além disso, o grau de personalização desses e-mails e a falta de links maliciosos torna o BEC mais difícil de ser detectado", diz Fiorim.

URLs maliciosas

O relatório também aponta que, embora o Brasil esteja apenas entre os 30 com maior número de URLs maliciosas, esse tipo de ameaça ainda afeta muitos usuários. Foram 2,5 milhões de acessos, colocando o Brasil no Top 15 de vítimas de endereços bloqueados pela Trend Micro, o que significa que uma única URL maliciosa tem o potencial de atingir mais de 12 brasileiros.

Malware detectados

Em relação a malware, o Brasil ficou em 11 no ranking de países com maior número de ameaças detectadas. Apenas na quantidade de malware bancários, por exemplo, o Brasil está no Top 20, tendo quase 1.600 ameaças detectadas pela empresa.

Apps Maliciosos

Quanto o assunto é o mobile, o Brasil também é um dos destaques globais. Dentre os mais de 1,2 milhões de apps avaliados, mais de 13 mil são maliciosos, posicionando o Brasil no Top 15 dessa categoria durante o primeiro trimestre deste ano.


O relatório Trend Micro é divulgado pelo TrendLabs com atualizações mensais sobre o cenário de ameaças. Além dos sensores da SPN, os dados coletados também vieram de pesquisadores da Trend Micro, da equipe do Zero Day Initiative (ZDI), da equipe de Threat Hunting, da equipe de Serviço Móvel de Reputação de Aplicativos (MARS) e da Smart Home Network (SHN).


NEC - Conteúdo Patrocinado - Convergência Digital
Multibiometria: saiba como ela pode cuidar da sua segurança digital

Plataforma Super Resolution, que integra espaços físicos e digitais, será apresentada pela primeira vez no Brasil no Futurecom 2018. Um dos usuários da solução é o OCBC Bank, de Cingapura. A plataforma permite o reconhecimento instantâneo das pessoas à medida que se aproximem da agência.

TSE convoca profissionais de TI para testar segurança das urnas eletrônicas

Evento ocorrerá no período de 25 a 29 de novembro, na sede do TSE, em Brasília. Inscrições vão, agora, até o dia 22 de setembro.

Governo: LGPD vai reavaliar o uso e o tratamento de dados

Para o coordenador geral do Centro de Tratamento de Incidentes de Redes de Governo, major Democlydes Carvalho, assim como o trânsito se tornou mais civilizado com a regulação, o mesmo vai acontecer com a segurança de dados a partir da vigência da Lei de Dados Pessoais.

LGPD: 'Invistam o máximo possível capacitação", aconselha especialista

Para o diretor de governança do Imperial College de Londres, Okan Kibaroglu, organizações, públicas ou privadas, precisam de um despertar generalizado para a proteção de dados.

Pirataria do Windows e malware são os golpes mais usados no Brasil

Empresa de segurança Kaspersky informa que bloqueia 22 ataques por segundo no País. Dois entre três ataques usam a mesma vulnerabilidade do WannaCry.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G