TELECOM

Telefônica/Vivo: Banda larga supera a voz como fonte de receitas

Luís Osvaldo Grossmann ... 24/07/2019 ... Convergência Digital

O segundo trimestre de 2019 marca a transição efetiva para a vida após a telefonia na maior operadora do país, a Telefônica/Vivo. Em trajetórias divergentes, as receitas com provimento de acesso à internet foram maiores que aquelas obtidas com o serviço telefônico, como frisou nesta quarta-feira, 24/7, o presidente da empresa, Christian Gebara, durante apresentação de resultados.

“Pela primeira vez na história da companhia, as receitas com banda larga superaram as receitas com voz, na medida em que o mix de serviços e o crescimento sustentável da fibra estão direcionando o crescimento”, destacou o executivo. 

No segundo trimestre, enquanto a receita de banda larga cresceu 12,3%, impulsionada pelos ganhos com FTTH, fibra até as casas, que já representa 34,5%, de toda a receita do segmento. O crescimento é de 55,1% quando comparado o mesmo período de 2018. No segundo trimestre, isso significou receitas de R$ 1,39 bilhão com acesso a internet, contra R$ 1,37 bilhão com serviço de voz, que teve queda de 16,9% sobre um ano antes. 

Esse crescimento da banda larga também é maior que o aumento geral das receitas da Telefônica Brasil, de 0,4% na comparação com o ano passado. Segundo Gebara, o movimento reflete a estratégia da companhia de priorizar a expansão da fibra óptica, inclusive em substituição ao cobre, o que envolve a migração de clientes para velocidades mais altas de conexão, com impacto direto na receita média por cliente de banda larga, que cresceu 14,2% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A receita líquida móvel registrou crescimento de 2,3% no período, influenciada, principalmente, pelo crescimento de quase 5% da receita de dados e serviços digitais – que já representa 82% de toda a receita líquida móvel –, pela migração de clientes para planos pós-pago com maior valor, e pela maior receita de aparelhos, que cresceu 31,9% no segundo trimestre. A base de acessos pós-pagos cresceu 8,5% no período e representa 56,6%. 

Outro lado é a receita de dados corporativos e TI, que “cresceu 3,8% no período, beneficiada pelo forte desempenho das receitas de novos serviços, como dados, cloud computing e outros serviços de TI, impulsionando o segmento B2B como um dos principais parceiros no processo de transformação digital das empresas”.

No segundo trimestre de 2019, a empresa registrou lucro líquido recorrente de R$ 1,4 bilhão, representando um crescimento de 26,4% em comparação ao igual período do ano passado. No acumulado do ano, o lucro líquido alcança R$2,8 bilhões, com crescimento de 24,3%.


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Anatel aperta o cerco aos equipamentos piratas de TV por Assinatura

Agência reguladora alerta que os aparelhos sem homologação aumentam o risco de vazamento de materiais tóxicos, choques elétricos e até explosões. No ano passado, mais de 200 mil foram lacrados. Dados da ABTA, entidade setorial do segmento, pelo menos 4,2 milhões de usuários têm acesso ilegal a canais pagos no Brasil.

Vivo coloca IA Aura para atender clientes pelo WhatsApp

Pelo número 11-99915-1515, é possível esclarecer dúvidas sobre planos e promoções, verificar consumo de dados, fazer recargas com bônus e receber 2ª via de conta, entre outras funcionalidades.

Silêncio positivo para antenas passa na MP da Liberdade Econômica, mas não como o mercado esperava

Serão os órgãos públicos- os responsáveis pela burocracia excessiva e que restringem a liberação da implantação - os responsáveis por determinar um prazo máximo de resposta. MP da Liberdade Econômica também mexeu em pontos da Lei trabalhista.

Unifique compra provedor Internet em Santa Catarina

Aquisição faz parte da estratégia da Telecom catarinense de ampliar sua área de expansão e conquistar 1 milhão de residências até 2025. Unifique, hoje, atende a 116 municípios do Estado de Santa Catarina.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G