NEGÓCIOS

Com 1º semestre ruim, Abinee revê para baixo desempenho do setor eletroeletrônico

Convergência Digital ... 05/08/2019 ... Convergência Digital

A produção industrial do setor eletroeletrônico recuou 2,6% nos primeiros seis meses deste ano em relação a igual período de 2018. É o que demonstram os dados divulgados pelo IBGE agregados pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee).

O resultado foi motivado pela queda de 6,6% na produção de bens eletrônicos. A área elétrica teve crescimento de 1,4%. “O desempenho é decepcionante face à expectativa que tínhamos no início do ano”, ressalta o presidente da Abinee, Humberto Barbato. Segundo ele, esperava-se um ambiente mais seguro e com maior previsibilidade para reverter o quadro de retração na indústria.

A expectativa de crescimento na produção do setor, que era de 7% para 2019, foi revista e agora é de apenas 2%. “Ainda assim, para mantermos essa alta, é necessária a continuidade das reformas, como a tributária, essencial para o setor produtivo”, avalia Barbato.

No mês de junho de 2019, a produção industrial do setor elétrico e eletrônico caiu 0,7% em relação a junho do ano passado, com retração de 3,7% na área elétrica e alta de 3,1% na eletrônica. Na comparação com maio de 2019, a produção do setor eletroeletrônico, com ajuste sazonal, teve queda de 0,5% (alta de 1,2% na indústria eletrônica e retração de 2% pela indústria elétrica).


Depois de vários nãos, Covid-19 faz Xerox desistir de oferta hostil pela HP

Aquisição, agora, é considerada muito arriscada. Proposta feita era de US$ 35 bilhões.

Big data e IA para saúde fazem Semantix comprar a Tradimus

Empresa brasileira adquiriu solução voltada para gestão dos recebimentos de pagamentos das seguradoras e operadoras de planos de saúde pelos serviços prestados. Valor da transação não foi revelado pelas partes.

Fenainfo faz manifesto pela retomada das atividades econômicas

Entidade, que reúne mais de 120 mil empresas de TI, afirma que 'diante da paralisação de muitos dos seus clientes, as empresas de TI também correm o risco de parar'.

Coronavírus: Generali amplia uso de PC alugado da Simpress por home office

Seguradora decidiu dobrar a quantidade de equipamentos contratados por outsourcing para manter o funcionamento dos negócios. CEO da Simpress, Vittorio Danesi, diz que, em sete dias, foram alocados mais de três mil notebooks em distintos clientes.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G