TELECOM

Pequenos provedores recuam em junho, mas seguem puxando o mercado de banda larga

Luís Osvaldo Grossmann ... 06/08/2019 ... Convergência Digital

O Brasil terminou o primeiro semestre de 2019 com 31,69 milhões de conexões fixas à internet, segundo balanço divulgado pela Anatel nesta terça, 6/8. Embora a trajetória geral seja de avanço, no mês houve recuo de 0,62%, ou a perda líquida de 196,8 mil acessos. Ainda assim, o semestre terminou com 452,5 mil mais acessos do que quando começou. 

O recuo em junho parece diretamente relacionado ao desempenho dos provedores de pequeno porte, aquele grupo de empresas que detém menos de 5% do mercado total cada uma – ou menos de 1,5 milhão de clientes no cenário atual. Embora elas continuem responsáveis por três de cada quatro novos acessos, em junho o segmento das pequenas perdeu 128 mil conexões, 65% do recuo total do mercado. 

No total, a Claro/Net terminou junho com 9,53 milhões de acessos (30,08% do total), seguida pela Vivo com 7,39 milhões (23,31%) e pela Oi com 5,75 milhões (18,16%). Todas as demais operadoras que ofertam banda larga são consideradas de pequeno porte e juntas detém 25,9% do mercado total. 

Ainda segundo a Anatel, em junho um terço das conexões à internet no Brasil tinham velocidades acima de 34 Mbps (10,5 milhões de domicílios, 33,2% do total), seguida das de 2 a 12 Mbps (8,8 milhões, 27,9%), de 12 a 34 Mbps (7,8 milhões (24,6%), de 0,51 a 2 Mbps (4,1 milhões, 12,9%) e das de até 0,5 Mbps em 395,02 mil (1,25%). O desempenho acompanha o crescimento da fibra óptica, que já responde por 22.9% de todas as conexões. 

 


Internet Móvel 3G 4G
No Brasil, TIM nega descarte da Huawei para rede 5G

Segundo a agência Reuters, operadora teria excluído a fabricante chinesa da lista de potenciais fornecedores em compras na Itália e no Brasil.  Escolhidos teriam sido: Cisco, Ericsson, Nokia, Mavenir e Affirmed Networks.

STF decide que Lei estadual que proíbe fidelização é constitucional

Para a Ministra relatora Rosa Weber, a lei do Rio de Janeiro apenas veda a fidelização, sem interferir no regime de exploração ou na estrutura remuneratória da prestação dos serviços. O objetivo, segundo ela, é apenas a proteção dos usuários.

Faixa de 1,5 GHz também pode ser destinada ao 5G para uso privado

Proposta foi apresentada em reunião do Conselho Diretor da Anatel.  Mas a faixa é usada pela Força Aérea Brasileira para aplicações de telemetria. Agência sugere destinar 30 MHz para satélites, como forma de evitar interferência.

Demanda por renegociação de contratos de telecom aumenta 30% na pandemia

Medida está sendo usada por grandes empresas do setor financeiro, varejo, concessionárias, tecnologia, entre outros, revela a consultoria VIA\W.

Telefone ainda é o canal preferido para reclamações sobre serviços

Desde o início da pandemia da Covid-19, mais de um terço das solicitações (36%) foi encaminhada por telefone, bem à frente chat (21%) e email (20%).

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G