Convergência Digital - Home

Certificações: elas são a diferença na carreira do profissional de nuvem

Convergência Digital
Convergência Digital - 09/08/2019

Segundo estimativas da Brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação), os investimentos em computação na nuvem devem ter um aumento de 26% em 2019 no Brasil, batendo a marca de R$ 77,8 bilhões. Com o aumento da aposta em cloud, e a tendência global de as empresas migrarem para a nuvem, a figura do profissional qualificado para desenhar projetos e operar neste ambiente torna-se indispensável.

Para Havary Cortez, Arquiteto de Soluções da Claranet Brasil, fornecedora de serviços de cloud, um bom profissional da área precisa investir em atualizações constantes a fim de acompanhar as tendências do mercado. "O primeiro passo é pensar em certificações básicas, que são oferecidas pelos próprios provedores, como Amazon Web Services, Google Cloud Platform e Microsoft Azure. Em um segundo momento, o profissional deve apostar em cursos mais avançados e até procurar por uma especialização em áreas como Segurança, Big Data e DevOps", explica o executivo.

Além de certificações que ajudam a ficar por dentro do que existe de mais atual, uma característica importante esperada deste profissional é que ele tenha facilidade para aprender rápido e sozinho, isso porque a área de TI como um todo é acompanhada por mudanças aceleradas, e a de cloud em específico apenas aumentou esse dinamismo.

Tâmara Costa, head de RH da Claranet Brasil, ressalta a relevância deste profissional: "Cloud deixou de ser apenas uma tendência e vem sendo requisito fundamental na transformação digital no mercado de trabalho. Neste sentido, o especialista desta área está no topo das ocupações da nova era digital. Dessa forma, buscar entender e tornar-se um profissional de cloud computing é um acerto e um investimento importante de carreira".

Empresas que procuram por profissionais qualificados de cloud ainda esperam que eles tenham habilidades para criar códigos e pequenos scripts para agilizar e automatizar as tarefas administrativas de sustentação, e tenham a capacidade de resolução de problemas complexos, constante senso de evolução e uma excelente gestão de tempo.




Destaques
Destaques

IDC: mercado de nuvem pública vai chegar a R$ 15 bilhões em 2020

Mercado de TI brasileiro vai crescer 5,8% impulsioando pelos negócios de clóud computing e pela aceleração do mercado de software. Nuvem privada tem a preferência das grandes empresas e fica com até 25% do orçamento destinado à TI.

BRK Ambiental, CTG Brasil e Via Varejo aderem à nuvem na jornada digital

Empresas implementaram a plataforma SAP S/4HANA para sustentar a estrastégia digital. Os negócios de cloud tiveram forte impacto na receita da SAP Brasil.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desafios às empresas: Contêineres, Orquestração e Microsserviços

Por Lenildo Morais*

Com o padrão “multi-edge edge computing”, o tráfego e os serviços de TI mudam de uma nuvem centralizada para micro-nuvens espalhadas o mais próximo possível dos usuários. As operadoras terão que oferecer serviços sob demanda, e mesmo em tempo real, para atender a todos os tipos de aplicativos.

Você já pensou no impacto que os seus dados geram no planeta?

Por Gustavo Loiola*

Hoje, são milhares de data centers espalhados pelo Planeta. É engraçado pensar nisso quando hoje falamos da tal da “nuvem" que armazena os nossos dados. Tiramos uma foto? Vai para a nuvem. Postamos no Instagram? Vai para a nuvem. Netflix, Spotify, Deezer? O streaming também está na nuvem.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site