GOVERNO

Serpro e Dataprev cancelam ida à audiência pública para não discutir privatização

Luís Osvaldo Grossmann ... 29/08/2019 ... Convergência Digital

A Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados adiou, ainda sem nova data, uma audiência pública com a presença dos presidentes do Serpro, Caio Mário de Andrade, e da Dataprev, Christiane Edington, posteriormente ampliada ao diretor do Datasus, Jacson Barros. 

Formalmente, a audiência tinha o objetivo de discutir soluções tecnológicas de interoperabilidade na prestação de serviços entre as estatais de processamento de dados, conforme explica o gabinete do deputado General Roberto Peternelli (PSL-SP), autor do requerimento de audiência pública.  

O timing, no entanto, tenderia a levar o debate público para o anúncio, feito há uma semana, de que tanto Serpro como Dataprev foram incluídas no Programa de Parceria de Investimentos, a sigla burocrática para a lista de ativos públicos que a administração Jair Bolsonaro pretende alienar. 

Até esta quarta-feira, véspera da reunião, os três executivos estavam confirmados. Só que Dataprev e Serpro, praticamente na mesma hora, comunicaram à CCT que por motivo de força maior não iriam mais participar. O presidente Félix Mendonça Júnior (PDT-BA) consultou o deputado autor e o entendimento foi de que apenas com o Datasus a audiência estava prejudicada. Com isso, foi adiada até futura agenda disponível. 


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Adiamento de tributos do Simples termina em setembro

A partir de outubro voltam os prazos de recolhimento adiados como medida durante a pandemia de Covid-19.

STJ nega envio de 'Caixa de Pandora' para Justiça Eleitoral

Quarta Turma do Supertior Tribunal de Justiça autorizou, no entanto, nova perícia nos vídeos que flagraram, em 2009, empresários de tecnologia da informação pagando propina a integrantes do governo do Distrito Federal. 

MCTI e MCom vão compartilhar orçamento até 2021

Portaria interministerial foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União. Até junho de 2021, os recursos serão compartilhados e será criado um Centro de Custos para a divisão dos gastos entre os dois ministérios, até a definição do orçamento de 2021.

TICs ganham fôlego com retirada do pedido de urgência da reforma tributária

Decisão agrada as empresas de software e serviços e ao mercado de telecomunicações. Isso porque a proposta de unificação do PIS e da Cofins, com elevação da alíquota para 12%, seria prejudicial para o setor, que pagaria ainda mais imposto.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G