TELECOM

TV Paga: Projeto que deixa AT&T ficar com a Sky será votado dia 11 na CCT

Luís Osvaldo Grossmann ... 04/09/2019 ... Convergência Digital

A comissão de ciência, tecnologia comunicação e informática do Senado Federal costurou para uma votação na próxima semana do projeto de lei 3.832/19, que se propõe a excluir da Lei da TV paga brasileira os artigos que vedam a propriedade cruzada entre produtoras e distribuidoras de conteúdo audiovisual. 

Apresentado pelo presidente da comissão, Vanderlan Cardoso (PP-GO), o projeto tem tramitação relâmpago e nesta quarta,04/09, ganhou um aditivo ao relatório de Arolde de Oliveira (PSD-RJ), que incorporou um voto em separado de Rodrigo Cunha (PSDB-AL). 

Com isso, além de liberar a propriedade cruzada, o texto também passa a trazer expressamente que a Lei 12.485/11 não se aplica à internet. “Exclui-se do campo de aplicação da lei o provimento de conteúdo audiovisual sob qualquer forma por aplicações de internet”, inseriu Oliveira. 

A tramitação relâmpago do projeto, apresentado há dois meses, atende interesses danorte-americana AT&T, que comprou a Time Warner e pela lei brasileira seria obrigada a se desfazer da Sky, a segunda maior operadora de TV por assinatura do país, com 5 milhões de clientes. 

Já a menção expressa à internet mira em outro interesse específico, a briga da Claro contra a Fox que discute a oferta de conteúdo audiovisual pela internet desvinculada da assinatura de TV paga. A Anatel chegou a suspender o serviço Fox+, mas a decisão foi revertida na Justica.

Na pressão de ambos os interesses, houve resistência por parte dos senadores para que não fosse concedido novo pedido de vista, solicitado pelo senador Major Olímpio (PSL-SP), alegando tratar-se de novo relatório. Prevaleceu a diplomacia parlamentar, com acordo para votação na próxima quarta, 11/9.


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

PGR:Lei de Santa Catarina que proíbe cobrança de valor adicionado é inconstitucional

“Lei estadual que proíbe a oferta e a cobrança de serviços de valor adicionado pelas prestadoras de serviços de telecomunicações é inconstitucional por usurpação da competência material e legislativa da União”, sustenta o procurador-geral da Repúublica interino, Alcides Martins.

Força-tarefa da Anatel interrompe 25 emissoras clandestinas em São Paulo

Operação estava interferindo no controle de tráfego aéreo do aeroporto de Guarulhos. Também foram desmantelados 20 pontos onde a energia elétrica que alimentava os equipamentos de transmissão era furtada, com apreensão de cerca de uma tonelada de cabos de energia, em conjunto com a distribuidora local.

Prazo para questionar serviço não contratado de telefonia é dez anos

Superior Tribunal de Justiça entendeu que se aplica o artigo 205 do Código Civil. Seguindo o voto do relator, ministro Og Fernandes, a Corte aplicou ao caso o entendimento que resultou na Súmula 412 para as tarifas de água e esgoto.

Juiz manda CVM investigar compra e venda de ações da Oi

O juiz Fernando Viana, da 7ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, afirma na ordem encaminhada à Autarquia Federal que é 'preciso que se tentha conhecimento de toda e qualquer forma de capitação especulativa".




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G