Clicky

GOVERNO

Carteira de Trabalho digital adota CPF para identificar trabalhador

Luís Osvaldo Grossmann ... 24/09/2019 ... Convergência Digital

O governo federal publicou nesta terça, 24/9, a Portaria 1.065/19, com as regras para a emissão da nova Carteira de Trabalho digital, que além de ser equiparado ao documento em papel passa a adotar como identificação do trabalhador o número do CPF. 

Segundo a norma, a Carteira de Trabalho digital será previamente emitida a todos os inscritos no CPF, mas precisa ser habilitada. Para isso, é necessária a criação de uma conta de acesso no endereço web ‘acesso.gov.br’. Isso pode ser feito tanto pelo aplicativo específico, disponível em Android e iOS, como pela utilização do serviço via portal www.gov.br. 

Empregadores que têm a obrigação de uso do sistema de escrituração digital eSocial, a comunicação pelo trabalhador do número do CPF equivale à apresentação da CTPS em meio digital, ficando o empregador dispensado da emissão de recibo. Além disso, os registros eletrônicos gerados pelo empregador nos sistemas informatizados da Carteira de Trabalho digital equivalem às anotações previstas na CLT. 

Como regra final, a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia prevê que a Carteira de Trabalho em meio físico poderá ser utilizada, em caráter excepcional, enquanto o empregador não for obrigado ao uso do eSocial.


LGPD: cidadão vai controlar dados pessoais pelo portal Gov.br

Promessa é secretário de governo digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro. Plataforma permitirá ao cidadão revogar autorizações, ou reclamar à CGU.

Economia será o 'tinder' do financiamento para evitar desperdício no governo digital

“Não faz sentido um estado investir em uma identidade digital se já temos uma no governo, ou dois municípios gastarem com plataforma de gestão de tributo local”, explica o secretário Luis Felipe Monteiro.

Estados e municípios vão ficar com US$ 1 bilhão do BID para digitalização

Ao Convergência Digital, o secretário de governo digital, Luis Felipe Monteiro, assegura: “Impacto na economia vai chegar a R$ 100 bilhões."

Deputados aprovam urgência para o PL de privatização dos Correios

União teria a obrigação de  prover o serviço postal universal, que inclui encomendas simples, cartas e telegramas. Todos os outros produtos poderão, se o PL 591/21 for de fato aprovado no Congresso Nacional, serem repassados à iniciativa privada.



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G