TELECOM

Huawei: 5G entrega uma experiência transformadora aos consumidores

Por Roberta Prescott e Carlos Afonso ... 31/10/2019 ... Convergência Digital

As redes 5G estão vindo mais rapidamente do que a indústria esperava, com aparelhos mais acessíveis, espectro sendo alocado e prestadoras de serviços de telecomunicações lançando serviços baseados na nova geração da telefonia móvel, destacou Sun Baocheng, presidente da área de Telecom na Huawei, durante sua apresentação no Futurecom 2019, realizado de 28 a 31 de outubro, em São Paulo. O executivo apontou que cerca de 70 países vão disponibilizar espectro para 5G até 2021 e que a Coreia do Sul tem sido pioneira na adoção de 5G, enquanto a China está com implantação em larga escala e a Europa está correndo para lançar serviços.

"A Huawei está liderando os lançamentos globais, com 56 operadoras tendo implantado redes 5G", afirmou. Citando fontes diversas, ele apontou que o 5G terá 1,57 bilhão de usuários em 2025, 480 milhões de casas passadas com FWA e colocará US$ 289 bilhões de contribuições líquidas ao Produto Interno Bruto (PIB). "O 5G entrega uma experiência transformadora para os consumidores e, por isto, os clientes estão dispostos a pagar mais às operadoras", afirmou.

De fato, como o executivo sinalizou, as redes 5G vão redefinir modelos de negócios para o consumidor final, sendo capazes de entregar mais métricas de monetização e pacotes mais atraentes de serviços. Para o mercado corporativo (B2B, na sigla em inglês), Sun Baocheng disse que haverá modelos de negócios mais flexíveis, com monetização das conexões e com 5G ativando ganhos de produtividade.

Em entrevista em vídeo à CDTV, Sun Baocheng enfatizou que a chegada de 5G vai prover conexões mais rápidas e com menos latência, proporcionando a criação de modelos de negócio que hoje não são possíveis. Assista à íntegra da entrevista.


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Abranet: Revisão do marco de telecom tem que abrir espaço para voz no SCM

Entidade diz que a revisão do marco legal de telecom exige uma avaliação do mercado de telefonia no Brasil, com ajustes regulatórios capazes de abrir o segmento aos prestadores de SCM, com recursos de numeração e sistemas de áreas de tarifação nos moldes da telefonia celular.

Anatel vai licitar posições de satélite, mas muda termos para atender Claro e Hispamar

Proposta de leilão de 15 posições orbitais entrará em consulta pública por 20 dias. Mas como aumentou o prazo das atuais licenças dessas empresas, foi preciso alterar o edital. 

Orquestração de rede 5G é prioridade da Ciena

Fabricante descarta uma produção local no curto prazo, mas se surgirem oportunidades, a avaliação será feita, conta o gerente geral da Ciena no Brasil, Fernando Capella.

American Tower: "Seguimos olhando todo ativo compartilhável"

O CEO da companhia, Flavio Cardoso, diz que o investimento redundante em fibra óptica por conta do 5G não é eficiente e que é preciso pensar na economia comparitlhada. "Nós queremos ser os gestores desses ativos para evitar conflitos como o do uso dos postes nas grandes cidades."




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G