Clicky

Oi pede, mas Anatel nega reabertura de negociação para troca de multas

Luís Osvaldo Grossmann ... 07/11/2019 ... Convergência Digital

A Oi tentou reabrir as negociações para um acordo de troca de multas por investimentos, com a intenção de resgatar os dois Termos de Ajustamento de Conduta costurados com a Anatel, mas que acabaram rejeitados ainda em 2017. O Conselho Diretor da agência, no entanto, descartou a possibilidade por não concordar com a anulação do Acórdão que enterrou os TACs. 

“Não há ilegalidade no ato que se pretende anular. O Regulamento dos TACs prevê a não admissão de requerimento de TAC por questão de conveniência e oportunidade, fundada no interesse público. Aquele acórdão tem elementos suficientes para demonstrar a incerteza sobre a capacidade da empresa em horar os compromissos de TAC daquele porte”, afirmou o relator do novo pleito, Moisés Moreira. 

A Oi negociou dois TACs com a Anatel, que juntos somavam cerca de R$ 5 bilhões. O primeiro chegou a ser aprovado, mas foi em seguida revogado junto com a segunda negativa. A empresa sustentou junto ao regulador que a recusa da agência se deu por conta da recuperação judicial, não por discordar dos processos administrativos incluídos nas negociações. 

Na época, o conselho da Anatel derrubou os acordo de troca de multas pelo “fato público e notório que as empresas do Grupo Oi atravessam sensíveis dificuldades de caráter econômico-financeiro  há algum tempo, o que levou sua Diretoria, com aprovação de seus órgãos estatutários,  a ingressar em junho de 2016 com pedido de recuperação judicial”. 

O motivo, no entanto, não adiantou. Como sustentou o relator, o fato é que não há nada que desabone o Acórdão 507/17, que portanto permanece válido. Mas em meio a lamentações da impossibilidade regulatória, visto que o regulamento do TAC proíbe renegociação de TAC anteriormente rejeitado, a agência indicou que nem tudo está perdido para a Oi nesse caso. 

“O regulamento de TAC tolhe a possibilidade do Conselho reavaliar uma proposta anteriormente recusada, ainda que haja alteração relevante no contexto. E esse era o maior TAC que a agência tinha. Mas nada impede que outras soluções, como as obrigações de fazer naqueles processos que estavam no TAC, possam ser analisadas e implementadas”, apontou o conselheiro Emmanoel Campelo. 

Foi secundado pelo conselheiro Vicente Aquino. “Aqui não é o fim deste fato. Pode ser trazido em obrigações de fazer e os fatos podem ter outras soluções, talvez até melhores para todos”, afirmou. 


Internet Móvel 3G 4G
De saída, Trump amplia bloqueio à Huawei e revoga licenças para componentes

Governo dos EUA notificou fornecedores como Intel que está revogando licenças de componentes e vai rejeitar pedidos pendentes. No Brasil, grande imprensa noticia que Huawei contratou o ex-presidente Michel Temer para atuar como lobista em Brasília.

Minicom cede Artur Coimbra para ser corregedor da ANPD

O secretário de radiodifusão, Max Martinhão, acumula interinamente a Secretaria de Telecomunicações. Segundo a pasta, ainda não há novo nome para substituir Artur Coimbra.

Abinee: Diferença de custo entre migração e mitigação no 5G é menor do que apontam teles

Estudo indica valores semelhantes aos projetados pela Anatel, de R$ 1,1 bilhão para o uso de filtros e R$ 1,8 bilhão para mudança da recepção de antenas para a banda Ku.

Anatel apreende 15 mil carregadores de celulares na 25 de Março, em São Paulo

Equipamentos não homologados foram avaliados em R$ 180 mil e foram recolhidos em um único distribuidor. Outros 11 mil carregadores foram apreendidos em três operações durante o mês de novembro.

TIM: dizer que 5G DSS não é o 5G é obrigatório para não queimar a tecnologia

Operadora informa que vai ter o 5G DSS em 12 capitais para testes em bairros, mas sustenta que a transparência é crucial. "O 5G DSS tem latência do 4G", afirma o CTIO, Leonardo Capdeville. Nas capitais, o 5G DSS será exclusivo para mobilidade. O acesso banda larga fixa - FWA - continuará em piloto.




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G