INCLUSÃO DIGITAL

Anatel discute com BID financiamento para prestadoras de pequeno porte

Luís Osvaldo Grossmann ... 07/11/2019 ... Convergência Digital

A Anatel abriu uma discussão com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) com o objetivo de viabilizar recursos para financiamento voltados a prestadores de pequeno porte. A costura envolve os ministérios da Economia, Casa Civil e de Ciência e Tecnologia e pode envolver garantias aos pequenos provedores. 

“Além das ações de financiamento de baixo custo para pequenos prestadores, o apoio do BID pode abranger o desenho de mecanismos de garantias de empréstimos e recursos para financiamento de políticas públicas, em todas as esferas da federação, incluindo aqueles voltados à construção de anéis óticos para regiões carentes de infraestrutura”, afirmou o presidente da agência, Leonardo de Morais, ao revelar a iniciativa nesta quinta, 7/11. 

Segundo ele, a negociação “é uma resposta pragmática da atual Presidência do Comitê de PPP, liderada pelo conselheiro Emmanoel Campelo, para demandas recorrentes desses pequenos prestadores por financiamento de baixo custo, adequados ao porte e dimensão do retorno econômico obtido nas regiões de atuação”.

Ainda segundo Morais, foram dois dias de diálogos (6 e 7/11), para os quais o BID enviou especialistas dos Estados Unidos para tratar com a própria agência, além de mais de 10 entidades públicas e privadas – os ministérios, BNDES, Finep, o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais e entidades como Abrint, Grupo Neo e Telcomp. 


Carreira
Dos 10% em teletrabalho no Brasil, maioria é branca, tem diploma e maior renda

Segundo o Dieese, 8,4 milhões de brasileiros trabalham de casa por conta da pandemia de Covid-19. Proporção chega a 22% dos trabalhadores em Brasília, mas não passa de 3% no Pará. 

MPF recomenda que instituto cancele compra de MacBooks de R$ 12 mil e use PCs mais baratos

Instituto Federal de Educação do Rio Grande do Norte (IFRN) quer 20 notebooks da Apple para o setor administrativo, em custo superior a R$ 250 mil. MPF diz que licitação deve incluir outras marcas. 

Covid-19 aumentou o uso da internet nas classes C, D e E

Segundo a pesquisa TIC Covid-19, do Cetic.br, a pandemia aumentou o uso da rede em todas as classes e faixas etárias. O que já era hábito entre os mais ricos, passou a ser mais comum entre os mais pobres para compras e serviços.

Bemol quer Wi-Fi 6 e Wi-Fi 6E para levar banda larga para quem não tem nem 3G

Varejista com atuação na região norte do País tem planos de expandir sua infraestrutura para mais cidades, mas conta com a frequência não licenciada, diz o gerente de TI, Jesaias Arruda.

Saúde pública padece de acesso à Internet e de segurança de dados

Processo de levar acesso à Internet para as Unidades Básicas de Saúde(UBS) não avança e apenas 23% delas disponibilizam agendamento de consultas pela Internet. Nas unidades privadas, o atendimento online está em 100% do segmento. Diferença é evidente na comparação do Norte e Nordeste com o Sul e Sudeste.

Licitação do MEC abre espaço para MVNOs na oferta de banda larga móvel gratuita

Propostas têm de ser enviadas ao governo até o dia 17. Contratação acontece ainda em julho. O preço de referência da RNP para este processo é de R$ 0,56 GByte/mês sem ICMS, considerando um pacote de dados de 20 Gbytes, para a quantidade de 5.000 alunos. 

Escolas viram telecentros para quem não tem acesso à Internet

Maior parte dos usuários vai para fazer pesquisa escolar e digitar currículos ou outros documentos. Conexão à Internet melhorou, mas a maioria tem conexão entre 1 Mpbs até 5 Mbps.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G