Home - Convergência Digital

Smartphone é usado por mais de 80% dos brasileiros para compras na Internet

Convergência Digital - 29/11/2019

Uma pesquisa com 22 mil consumidores em 11 países, 2 mil deles no Brasil, além de 500 lojistas no país, destacou a grande preferência pelo uso de smartphones também para fazer compras pela internet. Segundo o levantamento, realizado pelo instituto Ipsos, quase 80% dos compraram via smartphone nos seis meses anteriores à pesquisa. No entanto, 37% das empresas globais ainda não estão preparadas para dispositivos móveis. Esse índice, no Brasil, é de 25%. 

A Índia lidera nesse quesito: 92% dos consumidores indianos disseram já ter usado o smartphone para fazer pagamentos online; e 81% dos comerciantes indianos garantem estar otimizados para aceitar compras via mobile. Com 83%, a Itália é o principal mercado europeu para consumidores que fazem compras online via smartphone; ao mesmo tempo, apenas 65% das empresas italianas relataram ter um site ou aplicativo otimizado para celular. Já nos EUA, 72% dos consumidores usaram um smartphone para pagar online desde o começo do ano, enquanto 57% das empresas relataram oferecer uma experiência otimizada para celular - este é o segundo índice mais baixo entre os países pesquisados, perdendo apenas para o Japão, com 49%.

Segundo a pesquisa, 76% dos consumidores no Brasil disseram usar dispositivos móveis para fazer compras ou pagamentos online, com tíquete médio em torno de R$ 503 por mês em compras via celular. E 74% dos lojistas brasileiros entrevistados garantiram que têm versão otimizada (responsiva) de suas lojas online para smartphones. Dentre os quase 26% de lojistas que ainda não estão prontos para o comércio via smartphones, 40% garantem que a otimização é a prioridade para os próximos 12 meses.

Além disso, 60% dos consumidores brasileiros dizem pagar contas ou fazer compras online via celular pelo menos uma vez por semana. Já os comerciantes entrevistados garantiram que 44% de suas vendas online se dão por meio de dispositivos móveis. 

Dentre os entrevistados no Brasil, 43% disseram ter feito compras online por meio de redes sociais nos seis meses que antecederam a pesquisa. E 52% dos lojistas nacionais entrevistados garantiram já estar vendendo produtos e serviços via redes sociais. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

28/09/2020
PMEs que passaram a vender pela internet tiveram alta de 118% no faturamento

21/09/2020
Sebrae e Magazine Luiza planejam treinar 100 mil PMEs para vendas online

03/09/2020
Amazon fala em “crescimento extraordinário” e inaugura 5º centro de entregas no Brasil

26/08/2020
Covid-19 faz disparar números de sites de comércio eletrônico no Brasil

07/08/2020
No Brasil, 47% indicam comprar mais pela internet após Covid-19

03/08/2020
Comércio pela internet dispara e movimenta 12% das vendas no Brasil

28/07/2020
Fisco de São Paulo faz 'rapa' em 420 vendedores de marketplaces

26/06/2020
Mastercard calcula alta de 75% nas vendas pela internet em maio

12/06/2020
Em maio, compras online cresceram 126%, para R$ 9,4 bilhões

01/06/2020
Vendas online têm primeiro recuo desde início do isolamento

Destaques
Destaques

Vitor Menezes, Minicom: Vamos brigar por um leilão 5G não arrecadatório

O Ministério das Comunicações sinalizou às operadoras que trabalha para convencer os colegas de Esplanada a concentrar os valores envolvidos no leilão do 5G em compromissos de cobertura, minimizando o preço a ser pago ao Estado, afirmou o secretário de Telecomunicações, Vitor Menezes, ao participar do Painel Telebrasil 2020.

Claro: Sem antenas, São Paulo fica fora do 5G

CEO da Claro, Paulo Cesar Teixeira, criticou a miopia de executivos que ainda insistem em colocar restrições à implantação de antenas, como acontece na cidade de São Paulo. "5G é a grande plataforma para permitir um salto econômico mais vigoroso", advertiu.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site