Home - Convergência Digital

Sem liberação para antenas, América Latina trava no 5G

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 29/01/2020

Ao analisar a implantação de infraestrutura de telecomunicações na América Latina, a 5G Americas avalia que as normas e leis na região ainda são entrave para a ampliação das redes, notadamente diante das novas demandas que chegam com o 5G. 

O documento fornece uma visão geral dos regulamentos na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, México, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana e Uruguai, que afetam o desenvolvimento de redes das operadoras de telecomunicações.

A conclusão é que embora nos últimos anos as autoridades da região tenham adotado medidas para acelerar a implantação de infraestrutura em seus territórios, as operadoras de telecomunicações ainda enfrentam grandes desafios na América Latina.

Uma das principais barreiras nesse sentido continua sendo a burocracia de normas no nível municipal e até as contradições que podem existir entre as regras, trâmites e procedimentos nos diferentes níveis de governo.

A desinformação de redes que podem existir em diferentes setores da sociedade civil e / ou entidades governamentais sobre os efeitos na saúde da instalação e comissionamento da infraestrutura de telecomunicações também afeta negativamente a implantação de redes na adoção de medidas que dificultam a construção da infraestrutura. A poluição visual ou aspectos relacionados ao planejamento urbano também frequentemente geram oposição à instalação de equipamentos de rede.

A pesquisa também aborda tendências como o uso compartilhado da infraestrutura e sugere a criação de condições para que ela seja realizada em termos e condições recíprocos, privilegiando a vontade das partes em acordos positivos para o desenvolvimento da infraestrutura.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

21/02/2020
Anatel convoca fabricantes, teles e fornecedores para evento sobre 5G

21/02/2020
Teles se juntam à Google em projeto que coloca antenas de celular na estratosfera

19/02/2020
CCT do Senado cria subcomissão para acompanhar leilão do 5G

19/02/2020
Defesa Cibernética: 5G do Brasil deve resistir a riscos de qualquer empresa ou nação

19/02/2020
Itamaraty: Norma para fatiar fornecedores no 5G é dispensável

19/02/2020
Vivo: Controle de segurança sobre a Huawei é igual a de qualquer fornecedor

19/02/2020
Anatel: Quem escolhe fornecedor 5G são as teles vencedoras do leilão

18/02/2020
Senado chama GSI, Anatel e Huawei para debater disputa entre EUA e China pelo 5G

18/02/2020
Brasil terá 6,2 bilhões de downloads de aplicações móveis até 2023

18/02/2020
Projeto obriga Anatel a reconhecer certificações de equipamentos de outros países

Destaques
Destaques

Governo do Brasil ainda avalia restringir Huawei na implantação do 5G

MCTIC estuda a publicação de um novo Decreto, ou em forma de Portaria, com normas para cibersegurança específicas para o setor de telecomunicações. A estratégia Nacional de Segurança Cibernética, recém-lançada pelo Governo, tratou - de forma genérica- o tema 5G.

5G exigirá uso de requisitos mínimos de Segurança Cibernética

Tecnologia é apontada como 'uma revolução na comunicação de dados, no potencial de emprego de equipamentos de Internet das Coisas e na prestação de novos e disruptivos serviços".

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Carro autônomo: decisões baseadas em dados vão evitar acidentes?

Por Rogério Borili *

O grande debate é que a inteligência dos robôs precisa ser programada e, embora tecnologias como o machine learning permitam o aprendizado, é preciso que um fato ocorra para que a máquina armazene aquela informação daquela maneira, ou seja, primeiro se paga o preço e depois gerencia os danos.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site