GOVERNO » Compras Governamentais

Preços da IBM terão corte de 29,3% para órgãos do governo federal

Luís Osvaldo Grossmann ... 31/01/2020 ... Convergência Digital

Outra gigante de tecnologia da informação entre os maiores fornecedores do governo federal, a IBM terá reduções de 29,3% nos preços dos serviços contratados pelos órgãos públicos. O corte é resultado de mais uma negociação entre a secretaria de Governo Digital e os principais fornecedores de TI, anunciado nesta sexta, 31/1. 

Antes da IBM, a SGD cortou 35% dos preços da Microsoft, que não topou negociar, e 31% da Oracle. Há outras tratativas em andamento, como Red Hat e VMWare, baseadas na ordem para que os valores sejam renegociados, conforme prevê a Instrução Normativa 1, que dita como são as compras de TI no governo federal. 

A lógica, como já explicado a esta Convergência Digital pelo secretário de Governo Digital, Luis Felipe Monteiro, é que o governo federal, como um todo, aporta anualmente R$ 8 bilhões em TI e merece condições especiais em função da escala. Daí que desde setembro de 2019, quando anunciou o corte para a Microsoft, o modelo é usar catálogos de serviços que são padronizados par servirem de referência aos 200 órgãos federais na hora das licitações. 

Segundo a SGD, esses catálogos apontam valores máximos para uma lista de serviços que inclui aqueles mais comumente licitados e os preços decorrentes dos processos de compras públicas entre 2017 e 2018. Ao identificar variações de 30% a 50% pelos mesmos serviços, o trabalho de negociação é para reduzir essas diferenças. 

O resultado foi publicado no Diário Oficial da União desta sexta, no ‘Extrato de Acordo Corporativo’ entre a SGD e a IBM. Ele trata da “definição de parâmetros para que os órgãos e entidades do Poder Executivo Federal integrantes do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (SISP) utilizem a listagem de produtos e serviços e respectivos valores de referência, estabelecidos em conformidade com os termos e condições deste Acordo, em processos de contratação que englobem os produtos ou serviços da IBM”. 


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

PGFN concede poderes ao BNDES vender o Serpro

A fim de privatizar a maior empresa de TI do país, a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional delegou competência ao banco de fomento para alienar a participação da União na estatal. 

Governo publica orçamento sem vetos, com menos recursos para MCTIC

Como aprovado em dezembro, Orçamento estipula R$ 11,81 bilhões para a pasta, 22% a menos do que a Lei Orçamentária original de 2019, depois contingenciada para R$ 13 bilhões. 

Governo diz que não vai vender dados de Serpro e Dataprev, mas pode terceirizar custódia

“Vários países não têm empresas de governo mas custodiam dados. Pode fazer isso internamente ou subcontratar”, diz o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Paulo Uebel. 

Microcity recebe certificação CertiGov

Selo de compliance garante a integridade, a conformidade da empresa e a qualifica a vender ao governo reduzindo riscos nas transações.

Dataprev encerra atuação em 20 Estados e quer demissão de 15% dos empregados

Estatal oficializa o Programa de Adequação de Quadro(PAQ) onde coloca como meta a saída de 493 empregados. Também anuncia a centralização das atividades em sete regiões, onde existem data centers e unidades de desenvolvimento.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G