Home - Convergência Digital

Faltam profissionais para cuidar dos ataques cibernéticos no Brasil

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 06/02/2020

O governo admite na Estratégia Nacional de Segurança da Informação, a e-ciber, publicada nesta quinta-feira, 06/02, no Diário Oficial da Uniao, que o Brasil possui poucos profissionais especializados em segurança cibernética e que há uma baixa conscientização dos usuários da Internet com relação ao tema. Para o governo, é urgente criar um programa nacional destinado à formação técnica nos órgaos do governo e nas empresas privadas.

A e-ciber sustenta que "urge a necessidade de um programa de capacitação de abrangência nacional destinado à formação técnica e ao aprimoramento de recursos humanos com vistas a fortalecer a segurança cibernética nos órgãos de governo e nas empresas privadas. Nesse contexto, as instituições públicas devem buscar a articulação e o fortalecimento na área de segurança cibernética, por meio de ações colaborativas e de parcerias com o setor privado, com a academia e com o terceiro setor, no País e no exterior, para estimular o contínuo desenvolvimento de massa crítica e de talentos. Visualiza-se como uma das alternativas possíveis, a disponibilização de treinamentos gratuitos em segurança cibernética em plataformas virtuais de governo."

Ainda conforme o governo, "o investimento em capacitação de profissionais de segurança - gestores, analistas e mesmo operadores - objetiva a adoção não apenas de uma atitude preventiva ou reativa diante de ameaças e de incidentes cibernéticos, mas também de uma atitude consultiva, o que resultará em maior confiança por parte das áreas finalísticas de suas instituições, e em menor resistência, em caso de recomendações." Há ainda o alerta que, em geral, as equipes de segurança enfrentam uma disparidade entre a disponibilidade de mão de obra qualificada e a sofisticação das ameaças, sendo de suma importância o investimento na capacitação de profissionais para que possam, de modo eficaz, enfrentar os desafios.

A e-ciber estudo divulgado pela Brasscom - Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, no qual o mercado de tecnologia no Brasil precisará de aproximadamente 70 mil profissionais ao ano até 2024, número que poderá representar um déficit de 260 mil pessoas qualificadas no período. A Estratégia Nacional de Segurança da Informação foi publicada no Diário Oficial da União.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

09/04/2020
Coronavírus: Redes do Governo têm aumento de ameaças de phishing e fraudes

08/04/2020
Zoom sofre ação judicial por falha, mas recebe apoio do Governo dos EUA

30/03/2020
Covid-19 alerta organizações para falha na governança de riscos

27/03/2020
GSI: Anatel deve ajustar norma de cibersegurança aos casos específicos do 5G

27/03/2020
GSI impõe combinação entre operadoras na instalação de redes do 5G

26/03/2020
TCU quer saber como está a segurança cibernética dos órgãos federais

19/03/2020
Anatel proíbe backdoors em redes de telecom por segurança cibernética

12/03/2020
GSI prepara conteúdo de segurança cibernética para ensino fundamental e médio

03/03/2020
Brasil despenca 17 posições em ranking global de Segurança Cibernética

13/02/2020
CPI das Fake News cobra implantação da Agência Nacional de Proteção de Dados

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

TST suspende demissões na Dataprev enquanto durar crise da Covid-19

Trabalhadores alegaram que os prazos acordados no fim da greve não terão como ser integralmente cumpridos diante da situação emergencial com a epidemia do coronavírus. 

Coronavírus: Teles advertem que sem equipes técnicas na rua, há risco para a rede

O SindiTelebrasil está alertando Estados e municípios sobre a necessidade e urgência em manter suas equipes técnicas e os call centers em operação, ainda que de forma reduzida, para garantir a conectividade e como medida essencial.

Faltam profissionais para cuidar dos ataques cibernéticos no Brasil

Ao publicar a Estratégia Nacional de Segurança da Informação, a e-ciber, o governo admite que o País possui poucos profissionais especializados em segurança cibernética; que há uma baixa conscientização dos usuários com relação ao tema e que é preciso urgente criar um programa nacional destinado à formação técnica nos órgãos do governo e nas empresas privadas.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site