Clicky

Convergência Digital - Home

Redes definidas por software ficam estratégicas com aplicações na nuvem

Convergência Digital
Por Roberta Prescott - 11/02/2020

As redes definidas por software (SDN, do inglês software-defined networking) estão cada vez mais presente nas empresas. E a maior adoção delas vai impulsionar a adoção de serviços gerenciados de rede e de segurança, segundo apontou a consultoria IDC.

Conforme explicou Luciano Saboia, gerente de pesquisa e consultoria de TIC da IDC Brasil, começou-se a falar em SDN em 2016, mas naquele ano ainda não se tinha uma visão clara do conceito. No ano passado, observou-se um amadurecimento das ofertas de SD-WAN, tanto por parte das operadoras como também dos integradores de serviços de TI.

O entendimento agora é de que as redes devem ser tão ágeis quanto as aplicações que por elas passam. “A realidade imposta é formada por políticas centralizadas, redes híbridas, seleção dinâmica do tráfego, segurança, gerenciamento e analytics – que não eram comuns a esse tema”, disse Saboia. Para as empresas, gerenciamento de serviços representa uma grande porta para aumentar as receitas e emplacar projetos que vão além da conectividade. Já os clientes ainda estão pragmáticos, tomando ao tomar decisões, inicialmente, baseadas em reduções de custos.

Saboia explicou que o amadurecimento do mercado indica uma consolidação com foco em management services, com operadoras (e outros players) cada vez mais capazes de gerir serviços integrados. “As funções de rede e segurança serão cada vez mais virtualizadas: roteamento, Firewall e Next-gen Firewall, Session Border Controller - SBC, WAN Optimization, WLAN Controller, gerenciamento e Analytics para redes”, enumerou.

Para Saboia, um dos impulsionadores para este movimento é a necessidade de modernização das aplicações com a migração para a nuvem; “Com o movimento de workloads para nuvem torna-se necessária uma rede definida por software para permitir que a comunicação ocorra de maneira eficiente”, disse.

A IDC apontou que mais da metade das empresas que possuem formação de redes de dados terá implementado alguma iniciativa de SD-WAN até o término do ano de 2020. Estudos da consultoria revelam que 47% dessas empresas consideram players diferentes das operadoras para essa implantação. “Como o mercado está em estágio inicial, estamos estimando que adoção desse serviço tenha um crescimento de mais de 70% em 2020, excluindo-se a conectividade”, completa.


Destaques
Destaques

Globo migra data center de produção digital para a nuvem pública do Google Cloud

Acordo entre as companhias tem validade de sete anos e engloba o uso do Android TV pela emissora. O data center próprio será vendido, informa o diretor de Estratégia e Tecnologia da Globo, Raymundo Barros. As CDNs da Globo seguem com infraestrutura própria.

TIM faz multicloud com Google, Microsoft e Oracle

Depois de anunciar o big data no Google Cloud, a operadora confirma a migração dos datacenters localizados em São Paulo e Rio de Janeiro para as instalações da Oracle e da Microsoft.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como a IaaS está alinhada ao seu negócio?

Por Fábio Lucinari*

Cada vez mais é preciso considerar que as opções convencionais de TI tendem a ser ineficientes no trabalho de auxiliar as companhias a se adaptarem às necessidades e aos desafios do cenário atual. Infraestrutura como serviço oferece soluções projetadas sob medida e aprimoram o consumo da área de tecnologia.

IA, nuvem e IoT exigem data centers mais eficientes

Por Ed Solis*

Adoção crescente de tecnologias como inteligência artificial, internet das coisas e PoE estão na lista para melhorar o desempenho das redes e a eficiência do gerenciamento.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site