INOVAÇÃO

Mercado de tecnologia da privacidade vai disparar para R$ 35 bilhões até 2022

Convergência Digital ... 02/03/2020 ... Convergência Digital

Mais de 40% dos recursos tecnológicos para proteção da privacidade vão depender de inteligência artificial até 2023, aponta a consultoria Gartner, ressaltando que atualmente a IA responde somente por 5% nesses sistemas de compliance. 

Segundo a consultoria, essa demanda é fruto direto de novas legislações de proteção de dados pessoais, notadamente a GDPR europeia, mas que de alguma forma foi acolhida em diferentes países, assim como o Brasil, que tem uma Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/18). “Mais de 60 países ao redor do mundo já propuseram ou estão preparando regulações de proteção de dados e da privacidade”, aponta a Gartner. 

Até 2022, os gastos globais com ferramentas de compliance para garantias de privacidade deverão chegar ao equivalente a R$ 35 bilhões. A análise é de que as leis já existentes ou em elaboração exigem um amplo arco de capacidades tecnológicas para que as instituições sejam capazes de responder às demandas dos usuários dos mais diferentes sistemas que de alguma forma coletam dados. 

A primeira preocupação a ser respondida com novas ferramentas é o atendimento às requisições de informações sobre uso dos dados pessoais. Especialmente diante de pesquisas que apontam ser necessário, em média, duas semanas atualmente para responder a essas demandas. Segundo a consultoria, “o mercado de tecnologia da privacidade ainda está surgindo, mas é certo que a privacidade terá papel considerável no desenvolvimento de produtos”. 


Cloud Computing
SentinelOne libera gratuitamente proteção de endpoint com IA para trabalho remoto

Solução,nativa da nuvem, serve para enfrentar a rápida disseminação do Covid-19 e ajudar empresas a manter redes seguras mesmo com os usuários em home office e usando seus próprios dispositivos.

Governo seleciona entidades para compor GT de propriedade intelectual

Grupo Interministerial de Propriedade Intelectual, originalmente parte da Camex e agora sob tutela do Ministério da Economia, terá 10 representantes da sociedade civil. 

BC cria grupo de trabalho para implantar open banking até novembro

GT será formado por representantes do próprio BC, por associações de Internet como Abranet e Câmara-e.net, Febraban (grandes bancos); Abecs e Abipag (empresas de pagamentos); ABBC (bancos médios); OCB (cooperativas), ABCD e ABFintech (fintechs).

Aceleradora busca start-ups e projetos no setor de Cannabis no Brasil

The Green Hub realiza o Cannabis Thinking, para fomentar o desenvolvimento de projetos criativos. Em março, acontecerá o Demo Day.

BC contrata Dinamo Networks e faz acontecer o pagamento instantâneo

Autoridade Monetária selecionou a fornecedora brasileira para comprar 22 HSMs, voltados à segurança das transações por R$ 1,350 milhão. Todo o software usado é desenvolvido no Brasil. Nova infraestrutura pode ser a pá de cal nos cartões de débito, TEDs e DOCs.

Oi Futuro e Sebrae lançam edital de aceleração para empreendedores

Startups terão acesso a espaço de coworking e poderão ganhar prêmios de até R$ 25 mil. Iniciativa terá seis meses de duração e reúne mentorias, consultorias e workshops.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G