Home - Convergência Digital

Coronavírus: Direito do Trabalho debate corte de salário e de jornada de trabalho

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 19/03/2020

Além de permitir o adiamento do pagamento de tributos e contribuições, o governo quer permitir que as empresas afetadas pela crise do coronavírus cortem temporariamente metade da jornada e dos salários dos trabalhadores. Nos próximos dias, uma medida provisória (MP) deve ser editada para flexibilizar normas trabalhistas durante o estado de calamidade pública.

Segundo o Ministério da Economia, a medida é importante para evitar demissões e a perda de empregos provocada pela queda da atividade econômica. A negociação será individual. Mas a medida divide os especialistas em relações com o trabalho. O portal Conjur ouviu especialistas em Direito do Trabalho sobre as propostas.

O advogado trabalhista Livio Enescu se mostrou totalmente contra. "Se o governo vai auxiliar com vários incentivos as empresas brasileiras, pelo que disse o Ministro Paulo Guedes, as mesmas devem manter os empregados com o mesmo salário por uma questão de igualdade. Todos têm que dar uma cota de contribuição em meio a essa dura crise. E os trabalhadores já estão dando a sua há muito tempo.”

Por sua vez, a especialista Cristina Buchignani, diz acreditar que as propostas visam tornar flexíveis as negociações entre empresas e empregados, durante o período de estado de emergência. "Os acordos individuais, nesse período, serão preponderantes em relação à lei, respeitados os limites previstos na Constituição."

A Medida Provisória que será publicada pelo Governo prevê ainda a simplificação de diversos itens, como o trabalho remoto, a antecipação de férias individuais e de feriados não religiosos e a decretação de férias coletivas (tanto num setor como em toda a empresa). O trabalhador com horas a mais trabalhadas poderá usar o banco de horas para tirar folgas, em troca da reposição depois do fim da calamidade pública, limitada a duas horas por dia.

*Com informações do portal Conjur e da Agencia Brasil

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

27/03/2020
Fenainfo faz manifesto pela retomada das atividades econômicas

27/03/2020
Coronavírus: teles vão negociar com inadimplentes a cobrança das contas

27/03/2020
Laura, a IA nacional que já salvou 12 mil vidas, entra no combate ao Coronavírus

27/03/2020
SentinelOne libera gratuitamente proteção de endpoint com IA para trabalho remoto

27/03/2020
Servidores federais em trabalho remoto perdem hora extra, insalubridade e vale-transporte

27/03/2020
Coronavírus: Governo inclui certificação digital ICP-Brasil nos serviços essenciais

27/03/2020
Claro, Oi, TIM e Vivo se unem e lançam campanha #FiqueBemFiqueEmCasa

26/03/2020
Serede, que atende a Oi, é obrigada pela Justiça a oferecer proteção contra o Covid-19 a empregados

26/03/2020
Covid-19: Globo, Record e SBT pedem à Embratel suspensão dos pagamentos por satélite

26/03/2020
Europa vai liberar uso de dados de celulares para mapear Covid-19

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

Faltam profissionais para cuidar dos ataques cibernéticos no Brasil

Ao publicar a Estratégia Nacional de Segurança da Informação, a e-ciber, o governo admite que o País possui poucos profissionais especializados em segurança cibernética; que há uma baixa conscientização dos usuários com relação ao tema e que é preciso urgente criar um programa nacional destinado à formação técnica nos órgãos do governo e nas empresas privadas.

TI e Internet lideram 13 dos 15 cargos profissionais em alta no Brasil

Levantamento feito pelo Linkedin mostra que gestor de redes sociais, engenheiro de cibersegurança, cientistas de dados e desenvolvedores seguem tendo alta demanda no mercado.

Déficit de mão de obra na América Latina será de 570 mil profissionais em 2020

Empresas da região vão investir nas tecnologias da terceira plataforma - cloud, analytics, Inteligência Artificial - e vão requisitar cada vez mais especialistas em programação e desenvolvimento, projeta estudo da IDC América Latina.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site