TELECOM

Coronavírus: Rio usa drones; denúncia por WhatsApp e dados móveis da TIM para conter aglomerações

Da redação ... 15/04/2020 ... Convergência Digital

A partir desta quarta-feira, 15/04, quem insistir em permanecer em aglomerações em locais públicos no Rio de Janeiro pode ser surpreendido por um drone equipado com um alto-falante, que vai emitir alertas sobre a importância de ficar em casa neste momento de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

O equipamento da prefeitura do Rio de Janeiro vai auxiliar o Centro de Operações e a base operacional montada no Riocentro para atender os chamados do Disk Aglomeração, bem como no monitoramento feito por sinal de celular.

Segundo o prefeito Marcelo Crivella, o drone vai auxiliar na conscientização da população. “Vamos usar um drone que tem um alto-falante. Ele vai levar uma mensagem às pessoas e avisar: por favor, voltem para casa. Não permaneçam em aglomeração, tem risco”. Os drones se juntam ao serviço para receber denúncias de aglomerações também por WhatsApp. Para enviar mensagens, basta cadastrar o número 3460-1746 no celular. Quando o usuário envia uma mensagem para o número, recebe de volta uma mensagem automática com o menu das opções disponíveis. Para fazer o registro, é preciso seguir as orientações.

De acordo com a prefeitura, no caso das denúncias para o Disk Aglomeração, o serviço automático apresenta um passo a passo, que pede o endereço completo do local da aglomeração e o tipo de evento ou situação onde foi identificada a concentração de pessoas. Pelo mesmo canal é possível fazer pedidos de remoção gratuita de entulho de obras residenciais e de remoção de bens inservíveis, como mobiliário, eletrodomésticos fora de uso ou outros objetos que não servem mais.

O cidadão é atendido por um operador do 1746 e recebe um número de protocolo para acompanhar o andamento da sua solicitação. Isso pode ser feito por qualquer um dos canais de atendimento da Central 1746 - telefone, portal e aplicativo, nas versões Android e iOS.

Disk Aglomeração usa dados da TIM

O Disk Aglomeração foi criado pela prefeitura para fiscalizar e coibir concentrações de pessoas no comércio essencial e em áreas públicas. O objetivo é ajudar a conter o avanço da pandemia do novo coronaírus (covid- 19).

O serviço é coordenado pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) e funciona por meio da central 1746, que atende a denúncias ligadas a aglomerações em estabelecimentos essenciais e pontos públicos, como praças, áreas de lazer e estações de ônibus.

Os chamados são repassados às equipes da Guarda Municipal que atuam na base do Riocentro, na zona oeste da capital fluminense, onde funcionam as principais frentes do gabinete de crise da prefeitura para o combate à covid-19. A atuação terá ainda suporte da Polícia Militar do estado.

De acordo com a prefeitura, o Disk Aglomeração realizou 2.096 atendimentos em 15 dias de funcionamento. Ontem (14), os bairros mais demandados foram: Campo Grande, Realengo, Bangu, Centro, Santa Cruz, Tijuca, Copacabana, Taquara, Barra da Tijuca e Madureira. Na última semana, o serviço passou a usar sinais de celulares para detectar pontos de aglomeração, a partir de uma parceria com a operadora de telefonia TIM e o Centro de Operações Rio (COR).

*Com Agência Brasil


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Oi lança internet por fibra ótica com 400 Mega de velocidade

 Internet por fibra ótica é o coração da estratégia de negócios da Oi e já tem mais de 1 milhão de clientes no país

Anatel discute quais dados econômicos vão ser coletados das grandes operadoras

Consulta pública sobre os indicadores econômico-financeiros está aberta por 45 dias. 

Anatel afasta redutor de multas em sanções de obrigação de fazer

Provocada pela Telefônica, prevaleceu o entendimento indicado pela AGU de que o regulamento vigente da agência não permite o uso desse incentivo fora das sanções pecuniárias.

Anatel vai discutir uso dos espectros ociosos em consulta pública

Proposta de uso do White Spaces entre frequências outorgadas é cautelosa ao prever uso em áreas rurais e regiões remotas.  Ideia é permtir o uso secundário para telefonia e banda larga em áreas rurais e regiões remotas.




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G