Home - Convergência Digital

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 06/05/2020

O presidente da TIM Brasil, Pietro Labriola, endossou nesta quarta-feira, 06/05, a posição defendida em live do Futurecom pelo CEO da Claro, Paulo César Teixeira, e defendeu a não realização do leilão 5G ainda em 2020, como aventa a Anatel. Para Labriola, hoje, o leilão 5G é 'uma escolha do sistema econômico do País e não dos players de telecomunicações". O presidente da TIM Brasil afirmou que todas as teles ainda investem muito no 4G e na preparação das redes para o 5G.

"Sabemos que para o governo - que estima arrecadar R$ 246 bilhões com o 5G, sendo uma parcela dessa receita com as operadoras de telecomunicações, o leilão é relevante. Mas para nós, o esforço está muito no 4G, na infraestrutura", apontou. O CEO da Claro, Paulo César Teixeira, deixou claro que o leilão 5G precisa ser replanejado em função de toda incerteza econômica global e no Brasil.

O CEO da Vivo, Christian Gebara, também nesta quarta-feira, 06/05, foi mais cauteloso e não chegou a fazer uma defesa do adiamento do leilão do 5G, mas admitiu que o momento está muito incerto para todo o ecossistema de telecomunicações. "Não sabemos como será o calendário da Anatel, apresentamos nossa contribuição, mas até lá, vamos investir no 4,5G. Acreditamos que o 4G e o 5G vão conviver por muito tempo", completou.

A Anatel -apesar dos protestos - encerrou a consulta pública sobre o 5G no dia 17 de abril e entrou no período de análise das contribuições realizadas pelo mercado. A agência, mesmo com a pandemia de Covid-19, ainda trabalha com a possibilidade de fazer o leilão ainda em 2020, até para atender ao plano econômico do Governo Bolsonaro, que incluiu o 5G como prioridade de arrecadação. A questão é que a Anatel defende o leilão menos arrecadatório e mais voltado à cobertura e metas de serviços.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

05/06/2020
Fake News sobre 5G gera clima tenso nos Estados Unidos

02/06/2020
Verizon e AT&T admitem que venderiam 5G fixo que 'nem água' por conta da Covid-19

01/06/2020
CPQD se filia à consórcio de inovação aberta para o 5G

27/05/2020
Cisco: 'Sempre estivemos e estamos no jogo do 5G"

27/05/2020
Coronavírus atrasa entrega de telefones 5G e impacta venda global de celulares

22/05/2020
Anatel: Parabólicas comprometem porta de entrada do 5G no Brasil

21/05/2020
Anatel confirma que filtros não resolvem interferência do 5G nas parabólicas

14/05/2020
Ericsson: Compartilhamento de espectro permite 5G às teles antes do leilão

12/05/2020
Pioneira no 5G, Coreia do Sul projeta redes standalone até o fim de 2020

11/05/2020
Ericsson: Covid-19 aumentou a demanda por 5G

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site