Home - Convergência Digital

TJSP revê decisão e autoriza monitoramento de celular para controle da Covid-19

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 13/05/2020

O desembargador Beretta da Silveira, integrante do Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo, revogou liminar, por ele mesmo concedida, que impedia o monitoramento dos celulares de uma cidadã. Na decisão, o magistrado destaca que o Acordo de Cooperação Técnica celebrado entre as operadoras de telefonia móvel e o Governo paulista, aprovado pela Anatel e pelo IPT, está voltado, tão somente, ao conhecimento dos dados anônimos dos titulares de telefone celular.

A autora impetrou mandado de segurança para excluir os números de seus celulares do monitoramento do deslocamento geográfico previsto no projeto Sistema de Monitoramento Inteligente, decorrente do convênio entre Estado e operadoras de telefonia, sob o argumento de invasão de sua privacidade. Em 28 de abril o desembargador Beretta da Silveira deferiu a liminar, revogada hoje após reanálise do caso.

De acordo com a decisão, ao examinar o acordo, constatou-se que uma das cláusulas estabelece que não há tratamento de dados pessoais; “circunstância que escaparia ao menos em tese – da invasão aludida pela Impetrante, até porque – é fato incontroverso – a preocupação única do governo, ciente da movimentação geral de pessoas nesta unidade federativa, se concentra em adotar as adequadas políticas públicas que possam conter a disseminação do vírus e, assim, preservar a saúde de todos”. A decisão também cita opiniões jurídicas favoráveis ao acordo. 

* Com informações do TJSP

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

05/06/2020
Justiça manda Twitter excluir perfil falso de senador

04/06/2020
Justiça manda filhos de Bolsonaro apagarem Fake News do Facebook e Twitter

04/06/2020
Covid-19: recuperação das empresas está mais lenta e pode levar até 11 meses

04/06/2020
Brasil soma 424 milhões de dispositivos digitais em uso. Smartphone é o rei

04/06/2020
TelComp: roubos de cabos, fibras e equipamentos não deram trégua na pandemia

04/06/2020
Justiça decide que home office tem jornada e implica pagamento de horas extras

03/06/2020
Covid-19: 70% das empresas da indústria eletroeletrônica não reduziram pessoal

03/06/2020
Federal de Goiás desenvolve teste rápido para Covid-19 com microchip descartável

03/06/2020
Anatel publica regra para quebra de sigilo, mas quer reverter decisão judicial

01/06/2020
Empresa de registro de jornada à distância cresce 20% com Covid-19

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site