Clicky

GOVERNO » Compras Governamentais

Governo marca pregão conjunto para virtualização e projeta gasto de R$ 80 milhões

Luís Osvaldo Grossmann ... 30/07/2020 ... Convergência Digital

O governo federal vai realizar uma compra conjunta de software de virtualização de servidores, em pregão que tem estimativa inicial de beirar os R$ 80 milhões, mas que vai depender do apetite dos órgãos públicos. Nesta quinta, 30/7, a secretaria de Gestão do Ministério da Economia abriu o processo de intenção de registro de preços que dá prazo até 11/8 para declaração de interesse e demanda. 

Como explicado na IRP, a contratação centralizada de softwares de virtualização foi motivada pelo total de gastos previstos para 2020 e a quantidade de iniciativas fragmentadas de aquisição nos diferente Planos Anuais de Contratação apresentados pelos órgãos. Em dezembro a projeção era de R$ 77 milhões em compras desses programas. Na atualização de abril último, passou para R$ 96 milhões. 

A modelagem e a pesquisa já realizada sugere que caso fossem realizadas licitações separadamente pelos órgãos, o custo total, com os processos administrativos e os produtos em si, ficaria em R$ 90 milhões. Com a compra centralizada, a projeção é de que esse total fique em R$ 79,9 milhões. A depender do efetivo apetite na IRP. 

Entre as considerações que sustentam a compra, destaca-se “a expansão do modelo de nuvem híbrida, especialmente quando se trata de informações e de cargas de trabalho que não são adequadas para serem migradas para a nuvem pública, seja por razões de segurança, ou de custos. A virtualização de servidores possibilita o rápido provisionamento possibilitando a melhor gestão dos recursos de infraestrutura para diferentes necessidades”.

A escolha da IRP é pelas soluções VMware vSphere 6 Standard 1, VMware vSphere 6 Enterprise Plus, VMware vRealize Operations Standard, VMware vCenter Server 6 Standard, Citrix Hypervisor Standard e Citrix Hypervisor Enterprise. O modelo adotado é o de licenciamento perpétuo com direito a suporte por período determinado – no caso, por três anos. 


LGPD: cidadão vai controlar dados pessoais pelo portal Gov.br

Promessa é secretário de governo digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro. Plataforma permitirá ao cidadão revogar autorizações, ou reclamar à CGU.

Economia será o 'tinder' do financiamento para evitar desperdício no governo digital

“Não faz sentido um estado investir em uma identidade digital se já temos uma no governo, ou dois municípios gastarem com plataforma de gestão de tributo local”, explica o secretário Luis Felipe Monteiro.

Estados e municípios vão ficar com US$ 1 bilhão do BID para digitalização

Ao Convergência Digital, o secretário de governo digital, Luis Felipe Monteiro, assegura: “Impacto na economia vai chegar a R$ 100 bilhões."

Deputados aprovam urgência para o PL de privatização dos Correios

União teria a obrigação de  prover o serviço postal universal, que inclui encomendas simples, cartas e telegramas. Todos os outros produtos poderão, se o PL 591/21 for de fato aprovado no Congresso Nacional, serem repassados à iniciativa privada.

Ministério da Justiça exige cadastro de redes sociais no Consumidor.gov.br

Nova portaria da Secretaria Nacional do Consumidor amplia o rol de empresas que devem fazer parte do portal de mediação online de atendimento aos consumidores. 



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G