Clicky

Home - Convergência Digital

Acordo entre Anatel e Reino Unido prevê R$ 95 milhões para inclusão digital

Convergência Digital - 11/09/2020

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Leonardo de Morais, e a encarregada de Negócios da Embaixada Britânica no Brasil, Liz Davidson, firmaram Memorando de Entendimento com foco no desenvolvimento do acesso digital.

O acordo permite ao Brasil integrar a rede de parceiros no Programa de Acesso Digital (Digital Access Programme), mantido pelo Fundo de Prosperidade (Prosperity Fund) do governo britânico, ao lado de África do Sul, Nigéria, Quênia e Indonésia, para promoção da inclusão digital e da transformação digital.

O objetivo principal do programa é promover o acesso digital acessível, inclusivo, seguro e protegido para populações vulneráveis e utilizar a inclusão digital aprimorada para apoiar ecossistemas digitais em expansão, criar empregos qualificados e gerar soluções digitais para desafios locais. 

Segundo a Anatel, “o programa prevê o aporte de até 14 milhões de libras esterlinas em projetos no Brasil”, valor equivalente a R$ 94,9 milhões. “O Brasil é um país continental, com diferentes realidades, diferentes idiossincrasias e particularidades. Temos certeza de que essa cooperação pode ser bastante benéfica”, afirmou o presidente da agência, Leonardo de Morais.

“Temos interesse especialmente nas comunidades mais vulneráveis e gostaríamos de apoiá-las a obterem acesso básico à internet de maneira inclusiva, segura e sustentável”, disse a encarregada de Negócios da Embaixada Britânica no Brasil.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

27/11/2020
Oi acerta corte de 50% em multas da Anatel, para R$ 7 bilhões, mas conta pode cair para R$ 4 bilhões

27/11/2020
Anatel abre licitação para elaboração de novo modelo de custos

27/11/2020
Anatel encerra ciclo de TACs em acordo fraco com Algar

27/11/2020
Com prioridade pra TVs, Anatel divide sobras de R$ 1,4 bilhão da TV Digital

26/11/2020
Para acabar com troca-troca de planos pelas teles, Anatel vai impedir mudanças em menos de 12 meses

26/11/2020
Anatel renova faixa de 850 MHz para Vivo, mas nega pedido de redução de preço

23/11/2020
Anatel abre licitação de R$ 7,2 milhões para chamadas pelo 1331

12/11/2020
Anatel e ABDI vão testar uso industrial e redes privadas no 5G

12/11/2020
Carlos Baigorri é o novo relator do edital do 5G na Anatel

10/11/2020
No STF, Anatel defende gratuidade do direito de passagem

Destaques
Destaques

Qualcomm e Nokia: Ondas milimétricas são a mudança do modelo de negócio no 5G

Ondas milimétricas não apenas uma banda a mais para o 5G, mas são a base das novas aplicações com baixíssima latência, diz Francisco Soares, da Qualcomm. Wilson Cardoso, da Nokia, adverte que, até 2025, serão instaladas 200 mil ERBs para atender verticais específicas como a indústria 4.0.

Anatel: Cibersegurança em Telecom une teles e os mais de 10 mil prestadores de serviços SCM

"Não há como fazer obrigação em cibersegurança. O ambiente tem de ser cooperativo e não é apenas com as teles. São mais de 10 mil pequenos prestadores de serviços e eles têm de estar ativos. Temos de ter uma coordenação entre todos os atores", disse o superintendente de Planejamento e Regulamentação da Anatel, Nilo Pasquali.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

5G precisa ser aberto e transparente

Por Fabio Rua

É possível afirmar que estamos vivendo um momento extremamente crucial na história da tecnologia, ainda mais após todo o processo de aceleração digital e transformação exigidos durante o período da pandemia de COVID-19. As decisões que tomarmos hoje sobre como as redes 5G serão construídas em nosso país terão um impacto sem precedentes na transformação dos negócios.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site