Clicky

Convergência Digital - Home

SAP Brasil se mantém neutra na disputa Stone e TOTVS pela Linx

Convergência Digital
Por Roberta Prescott* - 14/09/2020

Em meio à disputa para ver quem vai levar a brasileira Linx, a SAP se mantém neutra. Questionada sobre como a companhia enxerga o movimento de fusões e aquisições — e, especialmente, a investida da Totvs e Stone na brasileira Linx —, a presidente da SAP Brasil, Adriana Aroulho, afirmou que não comentaria tais transações, mas disse que observa os movimentos de mercado.

"Olhando para a atuação da SAP no mercado de empresas em crescimento, temos tido crescimento expressivo. O segmento de PME é um motor de crescimento para SAP, nossas soluções de customers experience também estão crescendo", afirmou, reiterando que o mercado de cloud é outro em ascensão. Em 2019, cloud e novos projetos de implementação do SAP S/4HANA impulsionaram a operação da SAP Brasil, conforme a companhia divulgou.

Durante o período da pandemia, reforçou Adriana Aroulho, clientes entraram em produção com diversos projetos. "A tecnologia ajuda no momento da crise. Nossos clientes são empresas que precisam seguir em contato com seus clientes, inclusive, na crise. E soluções robustas permitem que as empresas façam isto de forma resiliente", destacou.

A Linx está sendo alvo da Totvs e da Stone, com ambas tendo emitido propostas de compra. A Totvs estendeu até 13 de outubro o prazo de validade da proposta feita pela Linx e que havia sido apresentada em 14 de agosto. Na proposta, cada acionista da Linx receberia uma ação da Totvs e um pagamento de R$ 6,20 – o equivalente a R$ 34,09 por ação, avaliando a Linx em R$ 6,45 bilhões. A proposta veio após a Stone fazer uma oferta que previa R$ 33,76 por ação da Linx – sendo a maior parte deste valor em dinheiro e o restante em ações da Stone. Depois da oferta da Totvs, o conselho da Linx aceitou a proposta da Stone, que elevou a oferta a R$ 31,56.


Destaques
Destaques

AWS, Huawei e Google são a nova nuvem pública do governo federal

Governo rejeitou recursos de Claro, Globalweb, AX4B e Telefônica, e confirmou vitória da Extreme Digital Solutions, menor lance entre as 20 concorrentes: R$ 65,9 milhões. 

Multicloud está longe de ser simples e exige responsabilidade com a divisão dos dados

As empresas precisam entender que é preciso ter um planejamento e entender o que é preciso, de fato, blindar, e o que é possível perder. "Virtualização não é multicloud", afirma Leonel Oliveira, diretor geral da Nutanix no Brasil.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Cloud é bom, mas quem gerencia?

Edmilson Santana*

Se a nuvem soluciona problemas de um lado, de outro sua operação demanda a formação de um time capaz de traduzir demandas de negócio em continuidade operacional, e isso de forma ágil, produtiva e consistente.

Como a IaaS está alinhada ao seu negócio?

Por Fábio Lucinari*

Cada vez mais é preciso considerar que as opções convencionais de TI tendem a ser ineficientes no trabalho de auxiliar as companhias a se adaptarem às necessidades e aos desafios do cenário atual. Infraestrutura como serviço oferece soluções projetadas sob medida e aprimoram o consumo da área de tecnologia.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site