Clicky

Home - Convergência Digital

Embrapa abre plataforma de APIs para soluções tecnológicas no campo

Convergência Digital* - 15/10/2020

A Embrapa abriu acesso à plataforma de APIs como forma de estimular soluções tecnológicas inovadoras no campo. Batizada de AgroAPI, a plataforma oferece informações e modelos agropecuários para empresas, instituições públicas, startups e desenvolvedores de softwares, aplicativos e serviços web, tanto para testes como uso comercial. 

“Esses conjuntos de dados, validados pela Embrapa, são úteis para geração de produtos que ajudem a melhorar a tomada de decisão no campo”, aponta o supervisor do Núcleo de Garantia da Qualidade da Embrapa Informática Agropecuária, Isaque Vacari. 

Três conjuntos de APIs já estão disponíveis: a API Agritec, com dados e modelos relativos às condições climáticas antes e durante a safra, estimativa de produtividade e indicação de adubação e correção de solo; a API SATVeg, com dados geográficos que permitem identificar tipos de cultivos, processos de intensificação do uso da terra, comprovação de perdas no âmbito do seguro agrícola e supressão da vegetação natural; e a API PlantAnnot, com dados genômicos, como genes, transcritos e proteínas, de mais de 50 espécies de plantas, voltados à geração de novas variedades de plantas geneticamente modificadas, mais resistentes às mudanças climáticas. 

As aplicações estão com acesso aberto para realização de testes, por um período de 90 dias, com o máximo de 3 mil requisições, sendo que as APIs SATVeg e Agritec podem ser contratadas por meio de um plano com custo fixo mensal limitado ao uso de um número específico de requisições. O consumo de 20 mil APIs por mês custa R$ 250,00; e paga-se mais R$ 1,50 para cada conjunto de 100 novas requisições. A contratação é feita por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa e ao Desenvolvimento (Faped). Interessados podem obter mais informações pelo email agroapi@embrapa.br.

* Com informações da Embrapa

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

18/01/2021
Lei de Informática: governo faz ajustes que facilitam incentivos à pesquisa

13/01/2021
Bolsonaro sanciona com vetos Lei que proíbe contingenciamento de recursos para ciência

12/01/2021
Wayra, Liga Ventures e Artemísia lideram aceleradora do programa BNDES Garagem para startups

17/12/2020
Softex cria fundo de R$ 50 milhões para startups

15/12/2020
Câmara aprova marco legal das startups

26/11/2020
Governo lança portal com informações sobre programas de incentivo às startups

23/11/2020
Dona da Vivo cria hub de inovação para startups focadas em trabalho remoto

12/11/2020
Pós-Covid: aberta a 1ª etapa de certificação de mentor internacional

10/11/2020
Assespro e Bossa Nova Investimentos vão investir até R$ 5 milhões em 10 startups

29/10/2020
Casa Civil assume o comando das políticas de inovação

Destaques
Destaques

Uso da faixa de 700 MHz deixa 4G disponível 80% do tempo no Brasil

Segundo a mais recente análise da OpenSignal, TIM tem a rede de quarta geração com maior disponibilidade, 88,2%, à frente da Claro (79%) e Vivo (79,5%), Oi (70,2%). 

Um em cada quatro acessos móveis na América Latina será 5G até 2026

Nova edição do Relatório de Mobilidade da Ericsson aponta que até o final de 2020, mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo já estará usando 5G. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Previsões para 5G Core (5GC) e redes móveis em 2021

Por Ivan Marzariolli*

A maioria das teles com 5G escolheu o que é chamado de implementação “não autônoma”.  É um híbrido de 4G e 5G que permite oferecer muitos recursos 5G aos assinantes, enquanto ainda aproveita o investimento existente em seu core de pacote 4G. Operadoras estão ansiosas para aproveitar as vantagens do 5GC (SA ou autônomo) - maior agilidade de serviço e custos mais baixos.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site