Home - Convergência Digital

Escola do Trabalhador 4.0 sai do papel em março de 2021

Convergência Digital - 16/11/2020

A Softex será responsável pela gestão dos cursos de capacitação tecnológica da Escola do Trabalhador 4.0, programa desenvolvido pelo Ministério da Economia. A iniciativa faz parte do Microsoft Mais Brasil, formado por um conjunto de ações de uma das maiores empresas do mundo em valor de mercado voltadas ao desenvolvimento econômico e à geração de emprego no Brasil. Projeto governamental está previsto para começar em março de 2021, depois de ter sido suspenso ao longo de 2020 pelo governo.

O projeto Escola do Trabalhador 4.0, uma plataforma de ensino remoto desenvolvida pela Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia (SEPEC/ME) em parceria com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI),inclui cursos da Microsoft por meio da ferramenta Microsoft Community Training e será implementada em parceria com a  Softex com o objetivo de capacitar aproximadamente 5,5 milhões de jovens e adultos de todo o país até 2023.

A participação da Microsoft visa oferecer orientação personalizada de 315 mil cidadãos desempregados ou em situação de vulnerabilidade e integra o plano de expansão da Softex na área de inovação e negócios. Desenvolvida pela Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia (SEPEC/ME) a plataforma de ensino remoto Escola do Trabalhador oferecerá 20 cursos profissionalizantes de tecnologia. Eles vão desde alfabetização digital até módulos mais avançados de computação em nuvem, inteligência artificial (IA) e ciência de dados.

A Softex, parceira da Microsoft em outros programas, cuidará das atividades relacionadas aos cursos de tecnologia da plataforma, entre elas a curadoria de conteúdo, publicações dos cursos e acompanhamento dos alunos. O projeto inclui acesso gratuito a conteúdo no Microsoft Learn e Office Support.

“O Escola do Trabalhador tem a proposta de apoiar todos aqueles que procuram acesso a uma formação e capacitação técnica para encontrar vaga em um mercado de trabalho que vem apresentando alta demanda mesmo em um momento de economia em retração, como é o caso do setor de tecnologia”, explica Diônes Lima, vice-presidente da Softex, lembrando que o déficit de profissionais de TI no país deverá superar 408 mil em 2022 segundo levantamento realizado pela entidade.

Para o executivo, “a geração de empregos e a recuperação da economia passam, necessariamente, por uma qualificação profissional capaz de atender ao que o mercado de trabalho está demandando, e esta é justamente a leitura desta iniciativa, que conta com a participação direta de uma das maiores empresas do mundo e que tem se destacado por propor um olhar comunitário como o ponto de partida para a solução dos muitos problemas que afetam a economia de todos os países”.

O Escola do Trabalhador 4.0 empregará a análise de dados para identificar trabalhos de alta demanda e as habilidades necessárias para preenchê-los; dará livre acesso a trilhas de aprendizagem e gerará conteúdo para ajudar no desenvolvimento das habilidades exigidas por essas posições.

A plataforma terá como público-alvo prioritário os trabalhadores da iniciativa privada de todo o Brasil, com foco nos cadastrados na plataforma SINE. Porém, estará aberta para qualquer pessoa interessada em se capacitar e a aumentar suas chances de uma colocação profissional. Terão acesso a ela, ainda, os funcionários de empresas que necessitam de requalificação profissional ou de atualização em habilidades digitais, bem como estudantes de todo o Brasil.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

26/11/2020
Academia de talentos abre vagas para negros, mulheres, LGBTI+ e pessoas com deficiência

25/11/2020
Média salarial de profissional de TI no Brasil ficou em R$ 4.849,00

16/11/2020
Escola do Trabalhador 4.0 sai do papel em março de 2021

13/11/2020
Escola de TI e Inovação oferece imersão gratuita em cloud e cibersegurança

11/11/2020
Grupo Boticário oferece 130 vagas para formação gratuita em desenvolvimento

10/11/2020
Entidades se unem para capacitar estudantes na área de TICs

06/11/2020
IGTI abre inscrições para cursos de tecnologia com preço subsidiado

05/11/2020
everis cria academia nacional de talentos com 15 mil vagas gratuitas

30/10/2020
Mais da metade dos brasileiros quer aprender programação e análise de dados

23/10/2020
Salários em alta na TI. Cientista de dados pode chegar a R$ 26 mil

Diversidade e Ciência de Dados: um desafio ao Brasil

Mais mulheres precisam ocupar carreiras em Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática pelo bem do País, incentiva a embaixadora da Women in Data Science da USP (WiDS @USP), Renata Sousa.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A confiança é ganha com mil atos e perdida com apenas um

Por Luis Banhara*

À medida que o conceito de trabalho se descola dos escritórios, mesmo que parcialmente, surgem novos desafios de segurança. A superfície de ataque foi ampliada.

Destaques
Destaques

Certificação é critério de seleção para encarregado de dados

Ainda que a LGPD não exija qualificação específica, o mercado busca profissionais com conhecimento na área. Formação pode custar até R$ 6 mil, observou Mariana Blanes, advogada e sócia do Martinelli Advogados, ao participar do CD em Pauta.

Teletrabalho: sem regulamentação, sem direitos, sem deveres, sem regras

Depois da nota técnica do MPT alertando para o direito à desconexão, Congresso tenta acelerar a votação dos PLs que tratam do tema, entre eles o PL 3915/20. O tema é complexo. IN 65, do governo federal, repassa os custos com tecnologia para os servidores no home office.

Ministério Público: Teletrabalho exige direito à desconexão

Ministério Público do Trabalho elaborou uma nota técnica direcionada para as “empresas, sindicatos e órgãos da administração pública”.  Na orientação, sugere a adoção de etiqueta digital para orientação de patrões e empregados.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site