Home - Convergência Digital

AWS quer treinar 900 mulheres em computação em nuvem no Brasil

Convergência Digital - 19/11/2020

A Amazon Web Services (AWS) lança o AWS Certification Challenge: Edição Exclusiva para Mulheres, iniciativa voltada ao público feminino que visa diminuir a brecha de gênero do setor. Mulheres do Brasil e demais países da América Latina poderão se inscrever no site e participar do desafio, que conta uma agenda de webinars, sessões técnicas fundamentais e treinamentos digitais.

"Elaboramos o AWS Certification Challenge: Edição Exclusiva para mulheres com o objetivo de contribuir para a formação profissional de mulheres, incentivando-as a concluir o exame de certificação Cloud Practicioner. Com isso, elevamos o número de profissionais certificadas em nossa região e esperamos também ajudar a impulsionar suas carreiras. O público de nossos treinamentos é majoritariamente masculino e acreditamos que temos a responsabilidade de aumentar a diversidade por meio de iniciativas como esta", explica Myrtna Kumov, Gerente Sênior de Marketing para a América Latina da área de Training and Certification da AWS.

A meta é treinar ao todo 1.800 mulheres na América Latina, sendo 900 no Brasil e 900 nos demais países da região em que a empresa tem presença (Argentina, Chile, Colômbia, México e Peru). Ao final dos 30 dias do desafio, 300 vouchers de exame serão concedidos às primeiras participantes que concluam todas as etapas, para que elas façam gratuitamente a prova de certificação Cloud Practitioner. Deste total, 100 vouchers serão destinados às mulheres brasileiras.

A jornada de atividades virtuais terá início no dia 25 de novembro com o lançamento do desafio em um painel no Woman in Tech , evento organizado pela MCI Brasil e apoiado pela AWS. O último passo do desafio será participar de um webinar, no dia 18 de dezembro, em que as candidatas serão preparadas para o exame de certificação.
O Woman in Tech (W.it) é um evento online e gratuito que visa inspirar e promover troca de experiências e oportunidades na tecnologia. Voltado para o público feminino, o W.it contará com a participação de mulheres influentes como a cientista da computação e empreendedora Camila Achutti, que será mestre de cerimônias, e Nina Silva, uma das fundadoras do Movimento Black Money e colunista da MIT Sloan Review. As inscrições vão até o dia 10 de dezembro pelo site .

Dados de mercado mostram que a indústria de tecnologia é sabidamente um espaço predominantemente masculino. No Brasil, apenas 20% dos profissionais que atuam na área são mulheres, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em cursos de carreiras técnicas, como Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática, elas representam aproximadamente 35% na educação superior.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

14/05/2021
AutomationEdge democratiza RPA com 'pague pelo uso'

13/05/2021
Oi será broker multinuvem com AWS, Google, Huawei, Azure e IBM

12/05/2021
Oracle tem primeiro data center no Brasil interconectado com Microsoft Azure

10/05/2021
Teradata é 100% cloud e open source

07/05/2021
DRIC cria software bidimensional para armazenamento de dados

04/05/2021
Nuvem do Governo: órgãos decidem quais dados ficam dentro ou fora do Brasil

03/05/2021
nuvini faz quinta aquisição no ano para fortalecer SaaS

30/04/2021
Gastos com computação em nuvem bateram recorde no mundo

29/04/2021
TOTVS cria zona de disponibilidade de nuvem no Nordeste

27/04/2021
AWS, Huawei e Google são a nova nuvem pública do governo federal

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Trabalho híbrido, cloud, segurança, 5G: como fica o mercado de TI no Brasil?

Por Mauricio Suga*

A pandemia da Covid-19 e as mudanças decorrentes dela foram grandes aceleradores da transformação digital, tanto no Brasil quanto a nível mundial. Mudamos a maneira como trabalhamos e entendemos o local de trabalho, como gerimos e nos relacionamos com equipes e, também, revisitamos as prioridades de investimentos organizacionais, sejam elas de curto ou longo prazo.

Destaques
Destaques

MP do Governo muda as regras para teletrabalho

A MP 1046/2021 diz que a infraestrutura necessária para a prestação do trabalho remoto tem de estar em contrato firmado previamente ou em até 30 dias depois da mudança do regime de trabalho.

Governo reedita redução de jornadas de trabalho e suspensão de contratos por conta da Covid-19

Programa passa a ter validade a partir desta quarta-feira, 28 de abril e terá validade de 120 dias.Trabalhador que for inserido no programa terá estabilidade de até seis meses.

TIC incorporou 59 mil novos profissionais e gerou 1,62 milhão de empregos em 2020

Apesar da adversidade econômica e social com a Covid-19, TIC manteve a empregabilidade em alta. "Respondemos à desoneração da folha de pagamentos cumprindo o que nos cabia. Gerar empregos", afirmou o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site