Clicky

Convergência Digital - Home

TIVIT vai às compras e quer 10 aquisições em SaaS

Convergência Digital
Convergência Digital* - 24/11/2020

A TIVIT, multinacional brasileira de tecnologia, tem novos planos para crescer nos próximos cinco anos. Em busca de empresas inovadoras e soluções complementares ao seu portfólio, a companhia está criando a TIVIT Ventures, seu braço de investimentos e aquisições, com R$ 400 milhões para aportes até 2025. A meta é adquirir até dez empresas por ano, com foco em startups de software como serviço (SaaS) com trajetórias de forte crescimento e escalabilidade.

"A TIVIT nasceu com a inovação em seu DNA e está sempre em busca de novas avenidas de crescimento e na disseminação de uma cultura empreendedora" diz Luiz Mattar, CEO e cofundador da TIVIT. "Essa foi a motivação para criarmos a TIVIT Ventures, que nos permitirá agir nas transformações de um mercado cada vez mais dinâmico".

"A TIVIT Ventures é a consolidação da nossa visão de crescimento para os próximos cinco anos. Nesse período, além dos projetos orgânicos internos, buscaremos novas soluções inovadoras no ecossistema de startups. A prioridade é atender cada vez melhor os nossos clientes e, por isso, vamos incrementar o portfólio de produtos da TIVIT com a aquisição de empresas de SaaS," explica Eduardo Sodero, CSO da TIVIT e responsável por estratégia e aquisições.

Dentro da TIVIT Ventures, tanto as startups adquiridas como as nascidas na TIVIT terão autonomia em sua gestão, alavancadas pelas fortalezas de 20 anos da companhia. "Essas empresas terão todo o suporte da TIVIT, ao mesmo tempo que manterão as características que as tornam únicas. Cada uma delas poderá ter executivos da TIVIT no conselho de administração." continua Sodero.

A TIVIT Ventures incorpora também a unidade de cibersegurança da TIVIT, lançada em agosto deste ano, e a Stone Age, empresa especializada em soluções de Analytics e Big Data, adquirida pela TIVIT em maio de 2019.

Com o crescimento acelerado das áreas de nuvem e serviços digitais, que juntas avançaram mais de 15% em 2019 e devem passar dos 30% ainda em 2020, a TIVIT seguirá combinando tecnologias emergentes e metodologias ágeis para criar produtos e soluções que geram eficiência e produtividade, melhoram a experiência e apoiam as empresas na jornada da transformação digital. Com a TIVIT Ventures, o objetivo é acelerar e escalar ainda mais esse processo.

Para isso, o TIVIT Labs, anteriormente anunciado, centralizará em um novo escritório, em São Paulo, equipes de desenvolvimento para atender às demandas dos clientes da TIVIT por novos produtos e serviços. A área funcionará como uma incubadora de tecnologia com fomento à criação de startups que, quando maduras o suficiente, poderão ingressar na TIVIT Ventures para levar essas tecnologias ao mercado.


Ministério da Justiça escolheu nuvem da Oracle para atender ao consumidor

"A nuvem nos abre um novo catálogo de possibilidades para serviços", afirma o coordenador geral de infraestrutura e serviços do Ministério da Justiça, Leonardo Greco. Serviço consumidor.gov.br migrou para a Oracle no final de maio.

Icatu Seguros: mudar atendimento ao cliente para a nuvem foi decisão irreversível

Seguradora contratou a CXone, da NICE, para migrar, em tempo recorde, os seus funcionários para o trabalho remoto. "Tínhamos de não perder a qualidade e a eficiência e adaptar o serviço ao dia a dia das casas dos colaboradores", conta o diretor de Marketing e canais, Rafael Caetano.

Destaques
Destaques

Justiça do DF diz que dados em nuvem não têm proteção contra quebra de sigilo

Para o relator do caso, "dados armazenados em nuvem não evidenciam uma comunicação de dados" e, por isso, não estariam protegidos pela legislação. 

"Chegamos para brigar com AWS, Google e Azure na nuvem pública", diz José Nilo, da Huawei

Empresa monta o seu segundo data center no Brasil, em local não revelado por segurança, e diz que vai também aumentar presença na oferta de Kubernetes e contêineres, hoje dominada pela Red Hat, da IBM.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

IA, nuvem e IoT exigem data centers mais eficientes

Por Ed Solis*

Adoção crescente de tecnologias como inteligência artificial, internet das coisas e PoE estão na lista para melhorar o desempenho das redes e a eficiência do gerenciamento.

A Covid-19 e o governo digital

Por Marcos Boaglio*

A digitalização impõe adotar uma cultura de inovação na qual se fomente a experimentação, derrubar barreiras a partir de novos veículos de aquisição e implementar uma classificação de dados moderna, assim como desenvolver capacidades para empoderar os trabalhadores para finalmente aproveitarem as novas tecnologias.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site