Clicky

Home - Convergência Digital

Teles: 4G fecha 2020 com redes em 5.275 municípios brasileiros

Convergência Digital* - 22/02/2021

O Brasil fechou 2020 com as redes de 4G em 5.275 municípios, onde moram 98,8% da população do país, de acordo com balanço divulgado pela Conexis Brasil Digital, representante das operadoras de telecomunicações. O levantamento mostra que durante o ano passado, 421 novos municípios receberam a infraestrutura de quarta geração, o que representa um crescimento de 9% em relação a 2019. O ritmo acelerado de expansão da conectividade permitiu a conexão de mais de um novo município por dia com 4G.

No ano passado, 20 milhões de novos chips 4G foram ativados, representando um crescimento de 13% frente a 2019 e totalizando 173,7 milhões de acessos. Junto com o 3G, a banda larga móvel já está em todos os municípios brasileiros e fechou 2020 com um total de 207 milhões de acessos, crescimento de 5,3 % no ano. O 3G, por sua vez está em está em 5.534 municípios, onde moram 99,9% da população nacional.

"Em 2020 ficou patente a importância da conectividade para a população e a economia brasileira. Neste ano de 2021, a conectividade deve estar entre as prioridades das políticas públicas para permitir alcançar as regiões mais remotas e a população mais vulnerável", afirmou Marcos Ferrari, presidente executivo da Conexis, a nova marca do SindiTelebrasil.

Considerados os acessos fixos e móveis, o Brasil fechou 2020 com um total de 243 milhões de acessos no País, com crescimento de 6% em relação a 2019. Destes, 36 milhões são em banda larga fixa, aumento de 9,4% em relação ao ano anterior com a adição de 3 milhões de novos acessos.

Segundo balanço de 2020, considerando todos os serviços de telecomunicações (telefonia célula e fixa, banda larga e TV por assinatura), o Brasil totalizou 315 milhões de acessos, o que representou um crescimento de 2,1% de crescimento frente a 2019.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

22/02/2021
Teles: 4G fecha 2020 com redes em 5.275 municípios brasileiros

29/01/2021
Teles divulgam que 4G chega a 5138 municípios

12/01/2021
Metade das redes móveis na América Latina oferece voz sobre LTE

14/12/2020
Uso da faixa de 700 MHz deixa 4G disponível 80% do tempo no Brasil

30/11/2020
Vivo toma liderança da TIM no pré-pago

24/11/2020
Highline compra Phoenix Tower e passa a deter 3,2 mil torres no Brasil

09/11/2020
Em agosto, 30 chips 4G foram ativados por minuto no Brasil

04/11/2020
Claro supera rivais no pós-pago. Vivo encosta na TIM no pré-pago

30/10/2020
Desigualdade econômica acentua exclusão digital do campo no Brasil

19/10/2020
NASA leva 4G e projeta 5G na Lua

Destaques
Destaques

5G será muito mais B2B e vai injetar R$ 13,5 bilhões no mercado nos próximos dois anos

Finalmente o 5G entrou na lista das dez previsões para os mercados de Tecnologia e Informação e Telecomunicações da IDC para 2021/2022. Consultoria prevê que a receita virá de novos negócios com IA, IoT, cloud, segurança, robótica e realidade aumentada e virtual.

5G só começa depois de garantia de recepção nas parabólicas

Pelo cronograma previsto na proposta de edital, oferta do 5G tem início 300 dias depois de formalizada a ‘compra’ das frequências – portanto no segundo semestre de 2022.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Previsões para 5G Core (5GC) e redes móveis em 2021

Por Ivan Marzariolli*

A maioria das teles com 5G escolheu o que é chamado de implementação “não autônoma”.  É um híbrido de 4G e 5G que permite oferecer muitos recursos 5G aos assinantes, enquanto ainda aproveita o investimento existente em seu core de pacote 4G. Operadoras estão ansiosas para aproveitar as vantagens do 5GC (SA ou autônomo) - maior agilidade de serviço e custos mais baixos.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site