Clicky

Home - Convergência Digital

Baigorri: Venda da Oi Móvel não condiciona data do leilão 5G

Ana Paula Lobo - 22/02/2021

O leilão 5G está dissociado e não vai esperar a conclusão da venda do controle da Oi Móvel ao consórcio TIM, Vivo e Claro por R$ 16,5 bilhões, garantiu o conselheiro da Anatel, Carlos Baigorri.

"Esse é um negócio que envolve entes privados e não me parece ter nenhum sentido que a Anatel, representando a União, submeta uma questão de política pública a essa questão privada que não sabemos nem quando nem como será finalizada, uma vez que ainda há as anuências prévias da Anatel e do CADE", pontuou ao participar do Seminário Políticas de Telecomunicações, realizado pelo Teletime, nesta segunda-feira, 22/02.

Para Baigorri, a ausência da Oi da compra da licença nacional de 5G poderá ser compensada pela entrada de um novo player. "Sabemos que há interessados, mas se não tivermos esse quarto player, o pedaço destinado será dividido em lotes de 20 Mhz para novas aquisições", minimizou.

O conselheiro da Anatel, ao ser questionado, não descartou a possibilidade deste quarto player vir a ser uma empresa interessada em ser operadora neutra, ou seja, interessada em construir rede 5G para repassar para terceiros. "Nós já temos precedentes com o compromisso da Nextel na banda H usando compartilhamento de redes", completou.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

24/02/2021
WEG testa planta piloto com 5G privado standalone da Nokia

24/02/2021
ANPD: Quem coletar dados no 5G será responsável pelo dano ao usuário

24/02/2021
Para Defesa, Brasil deveria adotar regra para diversificar fornecedores no 5G

23/02/2021
Vivo anuncia negociação avançada com sócio internacional por rede ótica neutra

23/02/2021
Missão crítica vai fazer a diferença no jogo global do 5G

22/02/2021
Baigorri: Venda da Oi Móvel não condiciona data do leilão 5G

22/02/2021
5G: Teles desconfiam de custo e da operação das redes de governo

22/02/2021
Baigorri: Esperar demanda para exigir 5G pleno é o oposto de política pública

22/02/2021
Minicom: Obrigações do 5G vão caber no preço das frequências

18/02/2021
EUA querem usar mais o Linux no 5G

Destaques
Destaques

5G será muito mais B2B e vai injetar R$ 13,5 bilhões no mercado nos próximos dois anos

Finalmente o 5G entrou na lista das dez previsões para os mercados de Tecnologia e Informação e Telecomunicações da IDC para 2021/2022. Consultoria prevê que a receita virá de novos negócios com IA, IoT, cloud, segurança, robótica e realidade aumentada e virtual.

5G só começa depois de garantia de recepção nas parabólicas

Pelo cronograma previsto na proposta de edital, oferta do 5G tem início 300 dias depois de formalizada a ‘compra’ das frequências – portanto no segundo semestre de 2022.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Previsões para 5G Core (5GC) e redes móveis em 2021

Por Ivan Marzariolli*

A maioria das teles com 5G escolheu o que é chamado de implementação “não autônoma”.  É um híbrido de 4G e 5G que permite oferecer muitos recursos 5G aos assinantes, enquanto ainda aproveita o investimento existente em seu core de pacote 4G. Operadoras estão ansiosas para aproveitar as vantagens do 5GC (SA ou autônomo) - maior agilidade de serviço e custos mais baixos.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site