Clicky

GOVERNO » Legislação

Com vetos, Lei de e-Gov amplia dispensa do certificado digital

Luís Osvaldo Grossmann ... 30/03/2021 ... Convergência Digital

Jair Bolsonaro sancionou uma nova Lei de Governo Digital (14.129/12), que tem como foco a prestação de serviços públicos por meio eletrônico. Para tanto, a Lei amplia o rol de atendimentos que podem ser processados sem necessidade de identificação por meio de certificado digital. 

Nesse terreno, a nova Lei prevê que regulamentos poderão exigir a chamada ‘assinatura avançada’ para questões que envolvam digitalização de documentos, publicações societárias, prontuários eletrônicos de pacientes, multas de trânsito, demonstrativos contábeis da administração pública e registros públicos. 

A assinatura avançada é gratuita e pode ser fornecida por meio do próprio portal único do governo (Gov.br). Ela está prevista em outra lei recente (14.063/20) e é na prática um nível intermediário entre a assinatura simples, meramente login e senha, e a assinatura qualificada, que é o certificado digital. Daí o impacto direto no mercado de certificação digital. 

O segmento de certificação, no entanto, teve algumas vitórias no processo. Ainda no Congresso, foi retirada a dispensa de certificado digital na emissão das notas fiscais eletrônicas. Além disso, entre os oito vetos aplicados por Bolsonaro à nova Lei, há o que elimina a dispensa de certificado digital nas tramitações do Processo Judicial Eletrônico. 

Vetos

O uso de certificado digital está na mira em outros vetos presidenciais, nesse caso ainda no processo que envolve a Lei 14.063/20, que estabeleceu os três níveis de assinaturas eletrônicas para interação com entes públicos. Sancionada em 23 de setembro de 2020, ela sofreu cinco vetos. 

Esses vetos estão para ser votados em sessão do Congresso Nacional. Eles também resultam na dispensa do certificado digital, especificamente por cortarem da lei trechos que exigiam essa assinatura qualificada em interações que envolvam sigilo fiscal, transferência de propriedade de veículos e assinaturas de contadores em livros fiscais. 


Plano do Ceitec é manter 105 empregados até leilão da estatal em setembro

Em audiências de conciliação no TRT-RS, trabalhadores defenderam a transferência, mas governo ainda resiste à proposta. Estatal em liquidação insistiu na demissão de 33 funcionários, suspensa pela Justiça.

ANPD define listas tríplices para vagas no Conselho Nacional de Proteção de Dados

Dos 122 indicados, Autoridade aprovou 39, de onde sairão os 13 escolhidos pelo presidente Jair Bolsonaro.  Brasscom, Federação Assespro, ConTIC e Feninfra estão entre os selecionados.

LGPD: cidadão vai controlar dados pessoais pelo portal Gov.br

Promessa é secretário de governo digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro. Plataforma permitirá ao cidadão revogar autorizações, ou reclamar à CGU.

Economia será o 'tinder' do financiamento para evitar desperdício no governo digital

“Não faz sentido um estado investir em uma identidade digital se já temos uma no governo, ou dois municípios gastarem com plataforma de gestão de tributo local”, explica o secretário Luis Felipe Monteiro.

Estados e municípios vão ficar com US$ 1 bilhão do BID para digitalização

Ao Convergência Digital, o secretário de governo digital, Luis Felipe Monteiro, assegura: “Impacto na economia vai chegar a R$ 100 bilhões."



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G