Clicky

Home - Convergência Digital

Brasil está fora dos países liberados pela Espanha para o Mobile World Congress

Convergência Digital* - 07/04/2021

A GSMA, organizadora do Mobile World Congress, que acontece este ano de 28 de junho a 01 de julho, em Barcelona, depois de a edição de 2020 ter sido cancelada por conta da pandemia de Covid-19, chegou a um acordo com as autoridades espanholas para isentar os participantes do MWC 2021 das restrições impostas às pessoas que chegam de fora da União Europeia.

O governo espanhol autorizou que expositores, participantes, patrocinadores e parceiros entrem no país para evento presencial, desde que eles não venham de países considerados de alto risco, que é o caso do Brasil, pelo menos no momento. Mas libera a possibilidade para países como China e Estados Unidos. Os participantes de fora da UE e do Espaço Schengen terão que se registrar online normalmente, com seus dados compartilhados com as autoridades.

"Esta decisão é um voto de confiança no planejamento cuidadoso realizado até o momento e em nossa forte parceria com as partes da cidade anfitriã", diz o CEO da GSMA, John Hoffman. O plano de segurança feito pelos organizadores com as autoridades de saúde catalãs, batizado de plano da Comunidade Comprometida, diz que os participantes terão de passar por testes frequentes com os recursos fornecidos no local e usar o aplicativo MyMWC, que possui uma gama de recursos para os esforços de saúde e segurança.

Outras mudanças no formato regular do evento - o maior do mundo para o setor de Telecomunicações -  incluem: ambientes sem toque; monitoramento de ocupação; fluxos de tráfego de mão única; atualizações na infraestrutura das instalações; e aumento do número de equipes médicas. O MWC 2021 será híbrido - com painéis presenciais e por vídeo. Grandes fornecedores como Ericsson e Nokia já anunciaram que não vão participar da versão presencial do evento.







Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

16/04/2021
Romênia se junta à Suécia e Reino Unido e tem projeto para barrar Huawei no 5G

15/04/2021
América Latina se divide sobre uso de ondas milimétricas

15/04/2021
Leilão de 26 GHz terá disputa no Brasil

14/04/2021
Ericsson registra patente brasileira para o 5G

13/04/2021
No 5G, Oi desponta como 'azarão' na faixa de 26GHz

12/04/2021
IHS ainda negocia com a TIM, mas compra mais 602 torres no Brasil

12/04/2021
Latência baixa do 5G SA é tão rápida quanto o sistema nervoso humano

09/04/2021
Bolsonaro faz primeira vídeo chamada com 5G

07/04/2021
Brasil está fora dos países liberados pela Espanha para o Mobile World Congress

06/04/2021
Huawei: é cedo para dizer quem está dentro ou fora da rede privada do governo

Destaques
Destaques

Brasil está fora dos países liberados pela Espanha para o Mobile World Congress

Programado para acontecer de 28 de junho a 01 de julho, o organizador, GSMA, fechou um acerto com as autoridades espanholas para isentar os participantes das restrições impostas às pessoas de fora da União Europeia.

Highline se propõe a comprar licença 5G e oferecer espectro como serviço para ISPs

A proposta da empresa, explicou Luis Minoru, diretor de estratégia e novos negócios, é o de oferecer toda a infraestrutura na modalidade de serviço. Já há testes em andamento, não revelados, para o funcionamento da modalidade que inclui a operação de telefonia móvel.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Com rede sujeita a apagões, qual impacto do 5G na energia no Brasil?

Por Pedro Al Shara*

Segundo pesquisa da Vertiv, fornecedora de equipamentos e serviços para infraestrutura crítica, um aumento da ordem de 150% a 170% no consumo energético é projetado no setor de Telecom até 2026. Com toda a inovação que o 5G representa, mais dispositivos poderão acessar a internet móvel ao mesmo tempo, utilizando o mesmo sinal.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site