Clicky

Home - Convergência Digital

Austrália arrecada R$ 2,7 bilhões em leilão da faixa de 26 GHz

Convergência Digital* - 23/04/2021

Cinco empresas na Austrália garantiram licenças de espectro de 26 GHz no primeiro leilão de ondas milimétricas no país, que gerou AUD 647,6 milhões (R$ 2,7 bilhões) para o governo.

A agência reguladora de telecomunicações, Australian Communications and Media Authority (ACMA), disse que todos, exceto dois dos 360 lotes na banda de 26 GHz em 27 áreas geográficas, foram vendidos.

A Telstra e a Optus ficaram com a parte do leão, com os primeiros 150 lotes por AUD 276,6 milhões (R$ 1,1 bilhão) e os últimos 116 blocos por AUD 226,2 milhões (R$ 955 milhões).

A TPG Telecom pagou AUD 108,2 milhões (R$ 457 milhões) por 86 lotes; Pentanet AUD 7,9 milhões (R$ 33 milhões) para quatro lotes na Austrália Ocidental (WA); e Dense Air AUD 28,6 milhões (R$  120 milhões) para dois em Sydney e Melbourne.

O presidente da ACMA, Nerida O’Loughlin, disse que o leilão é “outro marco significativo para 5G na Austrália”, com o espectro possibilitando “serviços de comunicações de alta velocidade em cidades metropolitanas e grandes centros regionais”.

O ministro das Comunicações, Paul Fletcher, declarou: “Com acesso a licenças de 15 anos para o espectro mmWave, as operadoras de rede agora serão capazes de fornecer serviços rápidos, de alta capacidade e baixa latência para construir e aprimorar suas redes 5G existentes”.

A Telstra garantiu 1.000 MHz em todas as principais cidades e áreas regionais onde foi vendida, com o CEO Andrew Penn afirmando que o espectro aumentaria drasticamente a capacidade e as velocidades para os clientes.

Optus adquiriu 800 MHz em Sydney; Melbourne; Brisbane; Perth; Adelaide; Canberra; e uma gama de áreas regionais e 600 MHz em Hobart e Margaret River em WA. A TPG Telecom pegou 400 MHz em Sydney; Melbourne; e Perth, e 600 MHz em Brisbane e todas as outras áreas metropolitanas e regionais.

O governo planeja leiloar espectro 5G na banda de 900 MHz em H2, que afirmou ser crucial para uma cobertura geográfica mais ampla.

* Com informações do MWL

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

10/05/2021
TecBan, Claro e Ericsson levam 5G para caixas eletrônicos

06/05/2021
Para Minicom, 90% das antenas do 5G são isentas de licença

05/05/2021
TIM: 5G ‘puro’ é mais barato e rivais reclamam porque não fizeram VoLTE no 4G

05/05/2021
Huawei:5G exige empresas locais para aplicações e geração de talentos

05/05/2021
Um poço sem fundos no leilão 5G

05/05/2021
Índia libera testes de 5G no país só com fornecedores de fora da China

04/05/2021
Minicom pressiona TCU por edital e leilão do 5G em julho

04/05/2021
GE testa rede de ondas milimétricas da Verizon para novos serviços no 5G

03/05/2021
Na disputa do 5G, Apple lidera e chinesas ultrapassam a Samsung

28/04/2021
Futuro com 5G não será um nirvana, tampouco um apocalipse

Destaques
Destaques

América Latina se divide sobre uso de ondas milimétricas

Debate com representantes do México, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Argentina e Brasil mostrou que bandas altas no 5G, como 26 GHz, está longe de unanimidade na região.  Colômbia, que prevê leilão 5G no final do ano, não planeja vender a faixa de 26GHz.

Brasil está fora dos países liberados pela Espanha para o Mobile World Congress

Programado para acontecer de 28 de junho a 01 de julho, o organizador, GSMA, fechou um acerto com as autoridades espanholas para isentar os participantes das restrições impostas às pessoas de fora da União Europeia.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Futuro com 5G não será um nirvana, tampouco um apocalipse

Por Paulo Mannheimer*

O futuro, com 5G, não será nem o Nirvana dos Jetsons nem o apocalipse de "O Exterminador do Futuro". "Blade Runner" continua sendo minha maior aposta.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site