Clicky

Home - Convergência Digital

Oppo, da China, mantém Brasil fora, e prioriza Chile e Colômbia

Convergência Digital - 30/04/2021

A fabricante de smartphones chinesa, Oppo, que assumiu a liderança do mercado no seu país, de acordo com dados da Counterpoint Research, e está entre as cinco primeiras para remessas globais de terminais no mundo, amplia a sua operação na América Latina, mas descarta, pelo menos oficialmente, a entrada no mercado brasileiro. Aqui, os terminais são revendidos aos consumidores por meio de portais eletrônicos como o Mercado Livre.

A fabricante confirmou atuação no Chile e na Colômbia. O primeiro país na região a ter investimentos da chinesa foi o México. "Acreditamos em um futuro promissor no desenvolvimento econômico e tecnológico do mercado latino-americano", afirmou o presidente da empresa para a região, Figo Zhang.

Segundo ele, há uma meta 'ambiciosa' e de longo prazo para se tornar um dos principais fornecedores de smartphones para os países da região. O executivo, porém, não antecipou investimentos em outros países. Desde o seu lançamento em 2009, a Oppo estabeleceu uma presença oficial em mais de 40 mercados, com cerca de 80 parcerias de operadoras em vigor.

*Com informações do Mobile Live World





Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

30/04/2021
Oppo, da China, mantém Brasil fora, e prioriza Chile e Colômbia

26/11/2020
5G permite um respiro à indústria de celulares

05/11/2020
Classes D e E só têm o celular para teletrabalho e aulas remotas

23/09/2020
No Brasil, 86,3% dos streamings são vistos em smartphones

08/09/2020
Mercado celular despenca 30,7% no 2º trimestre

03/03/2020
Smartphones: Huawei abre distância da Apple e se aproxima da Samsung

07/02/2020
Apple é multada por reduzir desempenho de iPhones antigos

14/01/2020
Mercado cinza de celulares dispara 537% no Brasil

05/12/2019
Mercado cinza de smartphones explode e cresce 500% no Brasil

22/10/2019
Chinesa Xiaomi promete lançar 10 celulares 5G em 2020

Destaques
Destaques

América Latina se divide sobre uso de ondas milimétricas

Debate com representantes do México, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Argentina e Brasil mostrou que bandas altas no 5G, como 26 GHz, está longe de unanimidade na região.  Colômbia, que prevê leilão 5G no final do ano, não planeja vender a faixa de 26GHz.

Brasil está fora dos países liberados pela Espanha para o Mobile World Congress

Programado para acontecer de 28 de junho a 01 de julho, o organizador, GSMA, fechou um acerto com as autoridades espanholas para isentar os participantes das restrições impostas às pessoas de fora da União Europeia.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Futuro com 5G não será um nirvana, tampouco um apocalipse

Por Paulo Mannheimer*

O futuro, com 5G, não será nem o Nirvana dos Jetsons nem o apocalipse de "O Exterminador do Futuro". "Blade Runner" continua sendo minha maior aposta.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site