Clicky

Home - Convergência Digital

Com 5G e Edge, redes das teles serão plataformas definidas por software

Ana Paula Lobo - 09/06/2021

As operadoras de telecomunicações precisam se tornar plataformas para enfrentar a jornada do 5G, revela estudo 'A Próxima Era das Telecomunicações", divulgado pela IBM. O levantamento defende a adoção da nuvem híbrida como a melhor estratégia para a escala de serviços.

Em entrevista ao Convergência Digital, a líder de serviços de consultoria para a indústria de mídia e Telecomunicações da IBM América Latina, Marisol Penante, sustentou que, nesse momento, acontece uma corrida para transformar as redes das operadoras de telecomunicações em plataformas definidas por software, capazes de suportar e monetizar volumes crescentes de dados habilitados para 5G e Edge.

A executiva, aliás, lembra que a busca pela monetização já está acontecendo. Marisol Penante diz que 91% dos CSPs de alto desempenho esperam superar suas expectativas financeiras atuais em cinco anos como resultado do uso de edge, comparados a 54% dos outros CSPs pesquisados.

Para a executiva da IBM, as operadoras vivem um momento crucial de de transformação de suas arquiteturas de redes. Passam do ambiente baseado em "appliances", que permitiu a implementação dos nossos serviços de comunicação, para arquiteturas de nuvem, que vão permitir a evolução desses serviços, levando em consideração um tempo menor para entregar novos serviços ao mercado e um custo menor também.

Marisol Penante lembra que a chegada do 5G na região vai impulsionar importantes investimentos em tecnologias móveis, abrindo uma ampla gama de novos casos de uso para o público em geral e, principalmente para as empresas Só no Brasil, pontua a executiva da IBM, o 5G deve trazer US$ 22,5 bilhões em oportunidades nos próximos quatro anos, segundo dados apurados pela IDC.

O estudo da IBM também salienta que:

•71% dos CEOs de telecomunicações pesquisados ​​disseram que a computação em nuvem é uma tecnologia central para ajudar a entregar resultados nos próximos dois a três anos; 61% enxergam a tecnologia 5G de forma semelhante (Pesquisa CEO Study do IBV 2021).

• 50% dos provedores de serviços de comunicações de alto desempenho acreditam que devem se tornar plataformas de nuvem estratégicas que combinam um ecossistema de parceiros diversificado, e 59% concordam que devem se tornar nuvens seguras com IA e automação (IBV Study 2021: A Próxima Era das Telecomunicações).

•No entanto, 74% dos provedores de serviços de comunicação de melhor desempenho concordaram que a parceria com empresas em escala da web, incluindo hyperscalers, para computação edge habilitada para 5G, beneficiaria principalmente os interesses estratégicos dos escaladores da web. (Estudo IBV 2021: A Próxima Era das Telecomunicações).

Além de adotar uma abordagem de nuvem híbrida aberta, as telcos acreditam na segurança como um elemento-chave em sua transformação:

•60% dos CEOs das empresas de telecomunicações pesquisadas disseram que o fortalecimento da segurança e da privacidade dos dados é importante para seus clientes e uma forma de construir a experiência e a confiança do cliente nos próximos 2 a 3 anos (Pesquisa CEO do IBV 2021).

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

09/06/2021
Com 5G e Edge, redes das teles serão plataformas definidas por software

07/06/2021
Inmarsat vai à justiça contra 3,5GHz exclusivo para 5G na Holanda

02/06/2021
Minicom leva TCU aos EUA para aparar arestas com relação ao leilão 5G

02/06/2021
Câmara cobra explicações do TCU, Minicom e Anatel sobre edital do 5G

01/06/2021
O 5G ainda está à espera do leilão, mas Inatel e RNP lideram projeto Brasil 6G

01/06/2021
Itália permite acordo restrito entre Vodafone e Huawei no 5G

31/05/2021
Huawei se diz disposta a abrir o código-fonte do software 5G para o governo dos EUA

31/05/2021
Anatel: Questionamentos do TCU não impedem leilão do 5G em 2021

28/05/2021
TIM expande parceria e abastece quase mil antenas e torres com energia solar

27/05/2021
5G salva a indústria de smartphones

Destaques
Destaques

GSMA faz ofensiva para reverter decisões a favor do Wi-Fi na faixa de 6GHz

Associação da indústria móvel admite, porém, que os países, na sua maioria, estão decidindo por dar a faixa de 6GHz, com 1200 Mhz, para os serviços não-licenciados, mas adverte: o 5G vai precisar de 2GHz de espectro na próxima década para oferecer todo o seu potencial.

STJ: É ilegal polícia clonar celular de investigado

Para o Superior Tribunal de Justiça, além de constituir uma forma ilícita de interceptação, esse procedimento acarretaria a suspensão indevida da comunicação telefônica e telemática dos investigados.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

5G e a expansão da capacidade de inovação

Por Alex Takaoka*

Segurança da informação, interoperabilidade e infraestrutura ocuparão um papel importante na implantação da tecnologia 5G.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site