Clicky

Convergência Digital

Quero ser uma empresa data driven. Como me estruturo?

Especialistas admitem que ser uma empresa orientada a dados não é um processo linear e exige, além das ações efetivas para a geração de profissionais de dados qualificados.

Por que se tornar uma empresa data-driven?

Data-driven ou orientada a dados. É esse o novo lema das companhias que, cada vez mais, estão armazenando e analisando dados em busca de insights de negócios. Mas o que as empresas devem fazer para abraçarem os dados de forma a promover benefícios estruturais e longevos? A resposta não é simples.

TIM une big data,LPA e robôs para controle do pagamento de impostos

Operadora elegeu a inteligência artificial para processar grandes e complexos volumes de dados com o SAS e a KPMG. Investimento ficou em torno de US$ 500 mil, ou R$ 2,65 milhões, mas parte dele já foi recuperado em pouco mais de seis meses.

Small data e wide data: entendam como essas tecnologias reescrevem o big data

Até 2025, pontua o Gartner, 70% das organizações mudarão seu foco de big data para pesquisas de dados mais abrangentes para tornar a inteligência artificial (IA) menos dependente de enormes quantidades de dados.

Grupo Martins reforça Analytics para acelerar transformação digital

Atacadista quer, ao priorizar a inteligência dos dados com o SAS, entregar o produto correto, no momento certo, no lugar certo, com o preço certo para os clientes, pontuou o CIO e líder de vendas B2B/B2C no Martins Atacadista, Nilton Mayrink.

IA vai além do diferencial competitivo: ela ditará a sobrevivência das empresas

Ayesha Khanna, cofunddora e CEO da ADDO AI, diz que Inteligência Artificial faz diferença ao ser centrada no cliente; para a redução de riscos e combate à fraude; para a melhoria dos processos e para fomentar a inovação.

AEG Sports usa IA para precificar ingressos para o retorno dos torcedores aos estádios

Dona das franquias LA Kings, LA Galaxy e Ontario Reign, a companhia contratou a inteligência artificial SAS Viya na nuvem da Azure para antecipar as necessidades dos torcedores e manter o engajamento no período da pandemia de Covid-19.

SAS cria plataforma global de análise de covid-19 na nuvem da Microsoft

Iniciativa fornece monitoramento e geração de insights sobre tendências Covid-19 em todo o mundo. O relatório é atualizado com os dados mais recentes de todo o mundo, fornecendo informações sobre as tendências, sinais de alerta potencialmente antecipados para novos surtos e propagação.

Educação em dados é habilidade essencial

No SAS Forum 2021, o CEO do SAS, Jim Goodnight, observou que com a pandemia de Covid-19, muitas pessoas se viram sobrecarregadas e despreparadas para dar sentido aos dados que encontravam. "A necessidade de dados de hoje é o que pode mudar o mundo", sustentou. Em prol da educação, SAS anunciou uma nova leva de cursos gratuitos em dados.

SAS: estratégia global é transformar dados em inteligência

Empresa quer reduzir o custo de operações de análises avançadas onde quer que os clientes armazenem seus dados e amplia parcerias estratégicas com AWS, Google Cloud e Red Hat OpenShift.
 

Computação em nuvem democratizou analytics

Tanto é assim que empresas de e-commerce estão usando os dados para identificar quebra de vendas e utilities usam drones para manter as redes de alta tensão. "Em pouco tempo, as aplicações corporativas terão alguma forma de IA e analytics embutidos", diz Luiz Malere, especialista do SAS.


Editora Convergência Digital
Copyright © 2005-2021 Editora Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site

SAS: Software de Business Analytics e Business Intelligence Inteligência de Dados - Patrocínio: SAS - Editora ConvergenciaDigital